PUBLICIDADE

Festival Gastronômico abre inscrições para visita técnica à frigorífico de carne de jacaré

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 08 de Novembro de 2019

Arquivo/PMC

Trata-se do único frigorífico no mundo de abate de jacaré inteiramente automatizado

A programação do VII Festival Gastronômico Sabores das Américas (Fegasa) promoverá na quarta-feira, 13 de novembro, visita técnica à sede da Caimasul, empresa especializada na criação comercial de jacarés em cativeiro (Caiman yacare).

As vagas para a visita são limitadas e a inscrição é gratuita. Os interessados devem entrar em contato com a Fundação de Turismo do Pantanal pelos telefones 3232-7139 e 3231-2886. A inscrição vai até terça-feira, dia 12, ou enquanto durarem as vagas.

Para a visita técnica do dia 13, a saída, em ônibus disponibilizado pela própria Fundação, será às 08 horas da sede da Fundação de Turismo do Pantanal, no Porto Geral. O retorno está marcado para 11 horas.

Produção da carne de jacaré

O empreendimento distante aproximadamente 35 quilômetros do complexo urbano de Corumbá. Está instalado em uma área de 150 hectares. É o único frigorífico no mundo de abate de jacaré inteiramente automatizado. A produção, para mercados interno e estrangeiro, oferece 11 diferentes tipos de cortes de carne de jacaré. A tecnologia empregada permite reaproveitamento total do animal.

Todo o trabalho executado no complexo industrial é pautado pelo compromisso de manter o equilíbrio do ecossistema pantaneiro; garantir a conservação da espécie do jacaré do Pantanal e seguir as regras ambientais que regulam o setor. Todo o manejo da área de trabalho é sustentável. A água usada nas baias onde ficam os répteis vai para bacias de decantação, onde é tratada e reutilizada.

As matrizes são coletadas na natureza, por meio de um sistema de manejo em áreas monitoradas. O ciclo de produção no sistema de recria e engorda é de dois anos.  Mas a partir de 18 meses, já há animais no tamanho de abate, em torno de 1 metro e 10 centímetros, 1 metro e 20 centímetros e cerca de oito quilos.  Passado o período de recria e engorda, os animais entram na fase de encaminhamento no frigorífico. Lá vão para abate; processar a carne; separação da pele [couro] que vai para o curtume – também a ser instalado na própria planta – para processamento.

PUBLICIDADE