PUBLICIDADE

Polícia Militar Ambiental encerra Operação Padroeira do Brasil em MS

Leonardo Cabral em 14 de Outubro de 2019

Divulgação/ PMA

Policiais militares ambientais durante apreensão de redes de pesca

A Polícia Militar Ambiental (PMA) registrou aumento no número de pessoas autuadas nos rios de Mato Grosso do Sul, durante a operação Padroeira do Brasil. Foram 40% a mais, o que representa 21 pessoas autuadas por infrações ambientais, contra 15 em 2018.

Ainda conforme a PMA, as infrações por pesca foram 60% superiores a 2018, encerrando a operação com 16 autuados e 10 na operação passada. Desse total, 10 foram presos por pesca predatória e seis por pescar sem licença, o que não é crime.

Apesar do aumento de pessoas autuadas a quantidade de pescado apreendido neste ano, que foi de 35 kg, 27% inferior se comparado ao ano passado, quando se registrou a apreensão de 48 kg. 

Divulgação/ PMA

Alguns petrechos apreendidos durante a operação da PMA

A fiscalização à pesca predatória já vinha sendo reforçada desde o dia 1º de outubro, quando a instituição militar iniciou a operação pré-piracema, tendo em vista a proximidade do período de defeso, quando vários cardumes já se encontram formados e a quantidade de turistas e pescadores se intensifica, exatamente, em razão das facilidades de captura do pescado neste período. A proibição da pesca em MS inicia em 05 de novembro e vai até o final de fevereiro. 

Outros crimes

A operação Padreira do Brasil deste ano também teve como prioridade o tráfico de papagaios. Nove aves foram apreendidas, sete estavam em uma mata. Com relação aos outros crimes e infrações ambientais foram cinco infratores autuados, sendo um por transporte ilegal de carvão, um por transporte ilegal de madeira, um por incêndio, um por transporte de jacaré abatido e um por transporte de iscas vivas (caranguejos). As multas aplicadas somaram R$ 63.180,00, superior aos R$ 25.050,00 de 2018.

Houve uma diminuição significativa na quantidade de redes de pesca apreendidas, foram 33 contra 13 na operação anterior. Um rifle calibre 38 com munições e uma motocicleta de um possível caçador que fugiu da fiscalização, foram apreendidos. Outra arma encontrada pela equipe também foi apreendida com infrator autuado por pesca predatória.

A operação Padroeira do Brasil se encerrou nesta segunda-feira, 14 de outubro, às 08h.

PUBLICIDADE