PUBLICIDADE

Painel organizado pela Prefeitura debate homofobia, transfobia e lesbofobia

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 21 de Maio de 2019

Gisele Ribeiro/PMC

Presidente da OAB?Corumbá, Roberto Lins, foi um dos palestrantes

A Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, através da Coordenadoria de Politicas Públicas para LGBT, realizou na noite de segunda-feira, 20 de maio, a terceira edição do painel “LGBT em foco”.  O evento teve como tema “Homofobia, Transfobia e Lesbofobia” e contou com participações do professor da UFMS, Waldson Luciano Correa Diniz, e do presidente da Subseção da OAB-Corumbá, Roberto Ajala Lins, além da presença do prefeito Marcelo Iunes, da secretária especial de Cidadania e Direitos Humanos, Amanda Balancieri Iunes, coordenador de Políticas Publicas para LGBT, Marcio Kalango, e o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Joilson Cruz.

O encontro relembrou o dia 17 de maio, quando em 1990 a Organização Mundial de Saúde excluiu o termo homossexualidade da classificação estatística de doenças e problemas relacionados à saúde.

 

O prefeito Marcelo Iunes falou sobre a importância do combate a LGBTfobia para a criação de uma sociedade mais justa e solidária. “Tudo passa pelo respeito. Nós precisamos falar sempre disso, do respeito uns com os outros, como seres humanos. Não podemos de forma alguma discriminar alguém por qualquer questão, ninguém é inferior por sua orientação sexual. Queremos combater ao máximo a LGBTfobia, por isso espero que a lei de combate a LGBTfobia seja aprovada para que possamos criminalizar quem cometa isso”, destacou.

 

A secretária especial de Cidadania e Direitos Humanos, Amanda Balancieri Iunes, ressaltou o empenho da Prefeitura de Corumbá com as políticas públicas para a comunidade LGBT. “Hoje viemos aqui para ouvir e aprender, contamos com a presença do Professor Waldson e do presidente da Subseção da OAB-Corumbá Roberto Ajala para falar sobre a LGBTfobia e como combater essa situação. No dia 17, fizemos uma ação de panfletagem no centro da cidade, buscando mostrar que infelizmente a LGBTfobia existe e que nós não podemos deixar isso ocorrer. Estamos empenhados em mudar esse quadro”.

 

Já o coordenador de Políticas Publicas para LGBT, Marcio Kalango, lembrou que o preconceito ainda é evidente na sociedade e a importância da implementação da Portaria MS nº 1.820, de 13 de agosto de 2009. “Nós percebemos ainda nas ruas o preconceito, sentimos nos olhares, mas vamos continuar fortes e lutando todos os dias para combater a LGBTfobia. Ainda temos muitas batalhas para vencer, mas fico feliz em poder celebrar hoje uma conquista que é a implementação dessa portaria que respeita o uso do nome social.”

 

O evento contou com uma palestra do professor Waldson Luciano Correa Diniz, falando sobre os casos de violência contra LGBT no Brasil, identificação dessas situações e propostas para o melhor atendimento em situações de agressão contra LGBT. Já o presidente da Subseção da OAB-Corumbá, Roberto Ajala Lins, ministrou um bate papo sobre as leis que devem ser aplicadas nessas situações e sanou as duvidas dos presentes sobre o tema.

PUBLICIDADE