Blitz educativa na fronteira Brasil-Bolívia encerra atividades do Maio Amarelo

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 30 de Maio de 2018

Renê Marcio Carneiro/PMC

Ação aconteceu na fronteira do Brasil com a Bolívia, na ponte que divide os dois países

Com uma blitz educativa internacional, a Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) encerrou as atividades da campanha "Maio Amarelo". A ação aconteceu na fronteira do Brasil com a Bolívia, mais precisamente na ponte que divide os dois países, e contou com a participação de agentes da Polícia Nacional da Bolívia.

“É ação muito importante para nós também. Estamos numa área de fronteira, há grande fluxo de entrada e saída de veículos. São importantes as orientações sobre velocidade, uso de cinto de segurança, capacete. Muitas vezes, vemos o condutor omisso a essas situações”, disse o capitão Erlan Mendoza Rufino, diretor de trânsito da Polícia Boliviana na província de Germán Busch, ao destacar a participação boliviana na blitz educativa.

O diretor-executivo da Agetrat, Cleiton Douglas da Silva, destacou a parceria com os bolivianos. “É uma ação integrada, uma parceria. Estamos trazendo a Polícia Boliviana para participação conosco na campanha Maio Amarelo”, disse.

Aberta oficialmente no dia 02 de maio, pela Prefeitura de Corumbá, a campanha “Maio Amarelo 2018 – Nós Somos o Trânsito” teve saldo positivo. “Nossas atividades foram muito positivas, houve aumento de 100% em nosso trabalho de educação”, avaliou o diretor da Agência Municipal de Trânsito. “A campanha foi muito positiva, alcançamos um público que não tínhamos muito contato, que é a criança”, complementou ao lembrar as ações junto ao público infantil.

Na blitz educativa desta quarta-feira, os agentes de trânsito da Agetrat e da Polícia Nacional da Bolívia distribuíram panfletos com orientações sobre as leis de trânsito.

Ação coordenada entre Poder Público e sociedade civil, a campanha 'Maio Amarelo' busca mobilizar a população em torno da questão da segurança viária e propagar a conscientização em torno de um trânsito seguro para pedestres e condutores. 

O objetivo do “Maio Amarelo” é lembrar as pessoas de algumas regras básicas e fazer com que respeitem a legislação de trânsito. Busca a campanha reforçar a necessidade de respeitar normas simples e cotidianas de trânsito como, por exemplo, o pedestre atravessar na faixa; o motociclista não se espremer por entre os carros os carros ou fazer ultrapassagens arriscadas e jamais dirigir depois de ter ingerido bebida alcoólica.

 

PUBLICIDADE