Procura por vacina da gripe movimenta postos de saúde em Corumbá; prazo vai até 1º de junho

Lívia Gaertner em 24 de Abril de 2018

Os meses de abril e maio na rede pública de saúde já são associados com a busca por um serviço que, no início, causava um pouco de desconfiança quanto a sua eficácia, mas com o passar do tempo provou à população, o que os pesquisadores já sabiam: que a vacina contra a gripe é uma grande aliada para passar pelo inverno longe das complicações da doença mais comum nessa estação do ano.

Em seus primeiros anos, a dose era oferecida prioritariamente ao público idoso, acima dos 60 anos de idade. Com o passar do tempo, outros grupos prioritários foram inseridos e, agora em 2018, a imunização está acontecendo desde segunda-feira, 23 de abril, em Corumbá, porém, de forma escalonada, ou seja, atendendo por período a um determinado grupo.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Dose da campanha já está liberada para crianças a partir de seis meses

Nesta semana começaram a ser vacinados trabalhadores de saúde, crianças de 06 meses a menos de 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres que deram à luz há menos de 45 dias) e professores. 

O pequeno Pedro Enrico já se enquadrou no grupo com seus apenas seis meses de idade e foi um dos primeiros a receber a dose nesta terça-feira, 24, no posto de saúde padre Ernesto Sassida, no bairro Dom Bosco.

“Como ele está se desenvolvendo, precisa das vacinas para uma boa saúde. Não descuido do calendário de vacinação. Lá em casa também virão meus sobrinhos e algumas de minhas irmãs que podem. Eu prefiro vir logo no início da campanha porque já garanto logo”, disse a mãe Rosângela Alves ao Diário Corumbaense.

Também bastante atenta ao calendário de vacinas, Ana Caroline Ferreira, tirou essa terça-feira para garantir a imunização do casal de filhos. Pela manhã foi a vez do caçula Bernardo, de 10 meses, e à tarde, ela levará ao posto de saúde a filha mais velha de 4 anos para também garantir a dose contra a gripe. “É muito importante porque evita dor de cabeça depois, é bom prevenir. Minha filha mais velha sempre tomou as vacinas certinho e tem saúde graças a Deus e, com o Bernardo, não faço diferente”, comentou.

A partir de 12 de maio, considerado o Dia D da Campanha em todo o país, as pessoas acima de 60 anos de idade poderão ser imunizadas, entretanto nos postos a busca pela dose por esse  público já começou. Os idosos estão sendo orientados a retornar a partir do dia 12 como foi o caso da dona Serafina Bastos, 65 anos.

Tem que cuidar da saúde, quero muito viver. Viver é bom, tenho muita coisa para fazer. Já vou anotar e dia 12 e vou ser uma das primeiras a estar aqui bem cedo”, garantiu a este Diário ao afirmar que, desde que atingiu a idade para se imunizar, não deixou de atender o chamamento de uma campanha. “Há 5 anos não sei o que é ter gripe, passo o ano bem, por isso a gente quer vir logo que liberarem”, explicou.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Serafina Bastos confere o calendário de vacinação e se prepara para buscar imunização no dia 12 de maio

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Em Corumbá, a meta é imunizar cerca de 30 mil pessoas até o dia 1º de junho, quando a campanha será encerrada.

Para o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a vacinação é a melhor forma de proteger a população. “Por isso, o Ministério da Saúde faz um apelo a todo o público-alvo da campanha para que procure os postos de saúde e receba a dose que tem direito. Faço ainda um apelo especial aos pais das crianças de 6 meses a cinco anos, para que levem seus filhos ao posto de vacinação. No ano passado, apenas 77% das crianças foram vacinadas. Neste ano, queremos que 100% das crianças fiquem protegidas”, destacou.

Devem se vacinar pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas - e os funcionários do sistema prisional.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

O Ministério da Saúde alerta para que as pessoas se vacinem dentro do prazo da campanha para evitar gripe e seus possíveis agravamentos. É preciso que todos estejam devidamente protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir a proteção.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Ana Caroline não descuida de carteira de vacinação e já garantiu a dose contra a gripe para o Bernardo

A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada: A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2); e B/Phuket/3073/2013.

A gripe (influenza) é uma infecção viral respiratória aguda e altamente contagiosa, sendo mais grave do que um resfriado comum, podendo levar a complicações médicas sérias. A doença pode afetar qualquer pessoa em qualquer idade, sendo facilmente transmitida através da tosse, espirro e contato próximo com uma pessoa ou superfície contaminada. 

Rede de postos

Há salas de vacina nas seguintes Unidades Básicas de Saúde de Corumbá: Beira Rio, Breno de Medeiros I, Breno de Medeiros II, Ênio Cunha I, Fernando Moutinho I, Fernando Moutinho II, Gastão I, Gastão II, Humberto Pereira, Lúcia Maria I, Lúcia Maria II, Luís Fragelli, Nova Corumbá, Padre Ernesto Sassida, Pedro Paulo II e Popular Velha. Para vacinação é necessário apresentar Cartão do SUS. Morador cadastrado em UBS que não tenha sala de vacina pode procurar pela dose em qualquer UBS que tenha a vacinação.  

Diferenças entre gripe e resfriado

A gripe e o resfriado são doenças respiratórias, mas são causados ​​por diferentes vírus. Em geral, a gripe é pior do que o resfriado comum, e os sintomas são mais intensos. As pessoas com resfriado são mais propensas a apresentar sintomas como nariz escorrendo ou entupido. Os resfriados geralmente não levam a complicações de saúde, como pneumonia, infecções bacterianas ou hospitalizações. A gripe pode ter complicações associadas muito graves. Os sintomas da gripe podem incluir febre alta ou sensação de febre/calafrios, tosse, dor de garganta, nariz entupido, dores musculares ou corporais, dores de cabeça, fadiga (cansaço), sendo uma doença potencialmente fatal. Com informações do Ministério da Saúde e da Assessoria de Comunicação da PMC.

Reprodução/Ministério da Saúde

Campanha segue até o dia 1º de junho sem previsão de prorrogação, segundo Ministério da Saúde

Saiba mais

28/06/2018 Corumbá atingiu meta, mas postos continuam imunização contra a gripe; público foi ampliado

25/06/2018 Gripe: municípios com estoque de vacina devem ampliar imunização

21/06/2018 Com 20 óbitos em 6 meses, gripe já matou três vezes mais que em 2017 em MS

14/06/2018 Sem atingir meta, vacinação contra a gripe é prorrogada até o dia 22

11/06/2018 Campanha de vacinação contra a gripe termina na sexta-feira

02/06/2018 MS teve uma morte por influenza a cada 12 dias em 2018

30/05/2018 Corumbá abre quatro postos de vacinação contra a gripe nesta 5ª feira

30/05/2018 Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 15 de junho

28/05/2018 Campanha de vacinação contra a gripe termina dia 1º de junho

23/05/2018 Campanha contra a gripe já vacina pessoas com comorbidades e outras situações clínicas

14/05/2018 Mais de 4,7 mil pessoas foram vacinadas no Dia D contra a gripe em Corumbá

12/05/2018 Entenda a diferença entre gripe e resfriado

12/05/2018 Postos de vacinação de Corumbá recebem boa procura no Dia D contra a gripe

10/05/2018 Mato Grosso do Sul já imunizou mais de 76 mil pessoas contra a gripe

26/04/2018 Dobra o número de casos confirmados de gripe e Saúde ainda investiga 1 morte

24/04/2018 Gripe já matou 4 pessoas em MS e Saúde investiga mais 2 óbitos

16/04/2018 Entenda os diferentes tipos de vírus da gripe que circulam pelo Brasil

13/04/2018 Influenza: campanha nacional de vacinação começa dia 23 de abril

11/04/2018 Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

23/02/2018 Sintomas de gripe não podem ser ignorados, alerta Secretaria Municipal de Saúde

PUBLICIDADE