PUBLICIDADE

Parceria entre Agepen e Marinha garante reforma de instalações do presídio feminino

Da Redação em 14 de Fevereiro de 2014

Entregue nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, a reforma do Estabelecimento Penal Feminino de Corumbá “Carlos Alberto Jonas Giordano”. Por meio de uma parceria entre o Comando do 6º Distrito Naval e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), foi realizada ação cívica, no período de 27 de janeiro a 06 de fevereiro, quando militares da Marinha, com o apoio das próprias internas, trabalharam na reforma e pintura de duas salas de aula, biblioteca, sala de inclusão digital e sala de multiuso, além do berçário “Cantinho Doce”, que atende, atualmente, quatro bebês e seis gestantes. Todo o material usado na reforma foi fornecido pelo Governo do Estado e Associação Comunitária de Corumbá.

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Diretor-presidente da Agepen e comandante do 6º Distrito Naval, oficializaram a entrega da reforma

O comandante do 6º DN, contra-almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, ressaltou a importância da parceria. “O nosso objetivo é ajudar a sociedade brasileira a crescer, a melhorar. É uma ação que a Marinha faz e é chamada Ação Cívica Social, que é a Marinha cuidando da sua gente. A corporação tem feito várias parcerias, reformando escolas, posto de saúde, praças e agora o centro de detenção, ou seja, nossa missão principal é a defesa da pátria, manter a soberania, mas nós temos atividades que visam cuidar da nossa gente. Isso de alguma forma, ajuda que essas moças sejam reintegradas à sociedade”, destacou o comandante, que chegou a se emocionar durante uma apresentação de canto.   

“Essa parceria é significativa, pois temos efetivamente o envolvimento de um organismo que é a Marinha, dentro do nosso estabelecimento penal fazendo um trabalho voltado para as nossas reeducandas,  melhorando os ambientes para que nós possamos capacitá-las nas áreas de educação e  informática. Essa parceria só foi possível graças a essa vontade do almirante Edervaldo, que trouxe aqui pra dentro sua equipe, que fez um trabalho para a melhoria da nossa unidade”, ressaltou o diretor-presidente da Agepen, Deosdete Souza de Oliveira Filho.

Ação Cívica Social proporciona à unidade prisional melhores condições de reinserção das internas

A iniciativa deixou as detentas mais animadas, principalmente com a possibilidade de retomar os estudos. É o caso de Dyessyca Hellen de Oliveira Costa, de 24 anos, que está há um ano no presídio feminino. “Eu vou voltar a estudar esse ano, vou fazer o 2° ano do ensino médio. E essa reforma é uma melhoria pra gente e um incentivo para que as outras internas queiram estudar, pois tem computação, coral, e podemos concluir o ensino fundamental ou médio, para quando sairmos, termos condições de arrumar algo bom para fazer”, frisou ao Diário Corumbaense

Em janeiro deste ano, o presídio feminino de Corumbá também recebeu a padronização das roupas. Cada reeducanda recebeu duas camisetas e duas bermudas. Para a uniformização das detentas, a unidade prisional contou com o apoio do Conselho da Comunidade, que financiou a confecção de 960 peças.

Galeria: Reforma de instalações do presídio feminino - 2014

Abrir Super Galeria
PUBLICIDADE