PUBLICIDADE

Familiares de piloto vão ao IML para fazer reconhecimento do corpo; roupa e tatuagem podem ajudar na confirmação

G1 Sul do Rio e Costa Verde em 26 de Novembro de 2021

Reprodução/Redes Sociais

O piloto Gustavo Carneiro

Familiares do piloto Gustavo Carneiro, estiveram no Instituto Médico Legal de Campo Grande (RJ) na manhã desta sexta-feira (26), para fazer o reconhecimento do corpo. Segundo o IML, a roupa e tatuagens podem ajudar na identificação. A família dele mora em Corumbá (MS). 

O corpo foi encontrado na quinta-feira (25) pela Força Aérea Brasileira (FAB) em alto mar, nas proximidades do acidente aéreo com um avião bimotor em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Passou por necropsia, no entanto, como as papilas estavam maceradas, tendo em vista o tempo que ficou em contato com a água, foram encontradas dificuldades na identificação.

 

O resgate foi feito por uma equipe em um helicóptero da FAB, que transportou o corpo até a Base Aérea de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde foi entregue a órgãos competentes.


Nesta sexta, a FAB informou que retomou as buscas pelas vítimas com o auxílio de equipes do Corpo de Bombeiros de São Paulo e do Rio, além da Marinha.

 

As buscas pelos outros dois tripulantes desaparecidos, entre eles, o copiloto José Porfírio de Brito Júnior, foram retomadas nesta sexta (26).


PUBLICIDADE