PUBLICIDADE

Corpo de Bombeiros mantém monitoramento em área queimada em frente ao Porto de Corumbá

Leonardo Cabral em 21 de Agosto de 2021

Diário Corumbaense

Imagem de sexta-feira, quando os focos de incêndio eram vistos da área central da cidade

Após o incêndio em vegetação, que tomou grandes proporções, do outro lado do rio Paraguai, em frente ao Porto Geral de Corumbá, na sexta-feira (20), bombeiros do 3° Grupamento realizam neste sábado (21), monitoramento da área, com utilização de drone, para evitar que novos focos de incêndio surjam no local, onde há moradias de ribeirinhos, pequenas propriedades e um empreendimento turístico. 

Já foram identificados alguns pontos de calor, que vão ser combatidos por meio de aceiros e por aeronaves, já posicionadas no Aeroporto de Corumbá, para lançamento de água sobre os focos. 

O fogo começou na quinta-feira (19), mas se alastrou na tarde de sexta, quando uma grande cortina de fumaça tomou conta de boa parte da região central e do Porto Geral. Bombeiros, Prefeitura de Corumbá, empresários e voluntários que habitam aquela área, brigadistas do Prevfogo e do Instituto Homem Pantaneiro (IHP) se uniram em uma força tarefa para conter as chamas. 

Reprodução/vídeo Bombeiros

Na área em frente ao Porto de Corumbá, há ainda focos de calor hoje

O fogo avançou tão rapidamente que assustou muita gente. O combate durou horas, entrando pela noite, mas os focos de calor foram controlados e ninguém se feriu. 

Outros combates

No Pantanal de Corumbá, equipes dos bombeiros que atuam no combate aos focos de queimadas, estão centralizados em diferentes regiões. 

Um deles está na região do Paraguai Mirim, próximo a Serra do Amolar, um dos cartões postais do Pantanal de Mato Grosso do Sul. Nessa área, o combate ao fogo está sendo feito pelos bombeiros e demais equipes. Outro ponto é no Carandazal, com três frentes de ataques. Já o outro, está concentrado no Porto Geral de Corumbá, onde acontece o monitoramento da área.

Só nas últimas 48h, Corumbá registrou 115 focos de queimadas, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). No ano, a cidade tem 963 focos registrados.

Não chove na região há mais de dois meses e não há previsão de chuva para os próximos dias. Neste sábado, a temperatura máxima prevista é de 40ºC e a umidade relativa pode ter mínima de 11%. 

PUBLICIDADE