PUBLICIDADE

UFMS diz que ainda aguarda informações sobre denúncia de estupro contra professor

Ângela Kempfer, do Campo Grande News em 21 de Julho de 2021

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) respondeu apenas hoje à solicitação sobre informações a respeito de professor acusado de estupro de dois sobrinhos. Ele tem 54 anos já teve, inclusive, cargo de chefia no Campus de Corumbá. 

Segundo a instituição, a universidade "não foi notificada judicialmente e aguarda as apurações pelas autoridades competentes".

A denúncia foi registrada ontem pela família de adolescente de 14 anos e de menino de 11, que relataram abusos durante férias que passam na casa do tio, em Corumbá.

A família mora em Campo Grande, onde as vítimas passaram por exame de corpo de delito ontem. À polícia, a adolescente repetiu que durante 5 anos de abusos, por diversas vezes o tio "tirou suas vestes e passava a mão em seu corpo, genitália, bem como esfregava o pênis em sua vagina".

O menino também foi ouvido e disse que o tio "se masturbava em sua frente e chegou até a jogar o mesmo no solo e esfregar o pênis em seu rosto, fato este presenciado pela esposa do autor", revela Boletim de Ocorrência, que não teria feito nada. O sobrinho garantiu ainda que o tio "fornecia bebida alcoólica para o mesmo".

PUBLICIDADE