PUBLICIDADE

Rapaz que atirou em jovem grávida vai continuar preso

Leonardo Cabral em 07 de Julho de 2021

O rapaz de 20 anos, acusado de disparar contra a companheira, de 18 anos, gestante de 30 semanas, teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva durante audiência de custódia realizada na tarde de terça-feira, 06 de julho, em Corumbá. A vítima foi atingida por dois tiros e teve que ser transferida para Campo Grande.

Ele segue preso no Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá, conforme informou o delegado Luca Venditto Basso. Apesar de testemunhas afirmarem que os tiros foram propositais, o autor nega e diz que foram acidentais, assim como já havia declarado em depoimento quando foi preso em flagrante na madrugada de segunda-feira, 05 de julho.

Já a vítima, devido a gravidade dos ferimentos, foi transferida no mesmo dia, para a Santa Casa de Campo Grande. Na manhã desta quarta-feira (07), a assessoria de imprensa da Santa Casa da Capital, informou ao Diário Corumbaense, que a paciente está no pré-operatório para cirurgia, sob os cuidados da ortopedia para tratamento de lesões extensas com perda de substância cutânea. Ela está consciente, parcialmente orientada, respirando de forma espontânea.

A cirurgia será realizada no antebraço esquerdo, pois ela chegou com um ferimento no braço e depois de novos exames, ficou constatada a necessidade da intervenção cirúrgica. A outra bala atingiu a cabeça dela. Já em relação ao bebê, ele apresenta movimentos fetais e a jovem está recebendo a medicação para maturação fetal, caso precise de uma cesárea de urgência. Em relação ao ferimento no crânio, a informação é que, de imediato, não será necessário cirurgia, pois não é uma emergência no momento.

O caso

Equipe da Força Tática foi informada que um homem havia feito dois disparos contra a companheira dele, de 18 anos. Os PMs localizaram o acusado na área de serviço de uma sorveteria, que pertence a um conhecido dele.

A guarnição o questionou sobre a arma que utilizou para atirar na vítima e ele disse que havia "perdido" durante a fuga. Mas, os policiais fizeram buscas e encontraram o revólver em um vaso de planta. O caso aconteceu na rua Piauí, bairro Cristo Redentor.

De acordo com a PM, a jovem baleada foi socorrida por equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e removida para o pronto-socorro de Corumbá, onde após exames, foi transferida para a Capital.

Na delegacia, em depoimento, o homem disse que os disparos foram acidentais. Mas testemunhas desmentiram a versão e contaram que horas antes dos disparos, o casal estava brigando e o motivo teria sido uma suposta descoberta de traição por parte do autor.

PUBLICIDADE