PUBLICIDADE

Professores e profissionais da coleta de resíduos definem vacinação como “presentão”

Leonardo Cabral em 01 de Maio de 2021

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Na Praça CEU movimento é tranquilo para a vacinação contra covid-19

“Um presentão para comemorar o nosso dia”. Com essa frase e sem esconder a alegria estampada no rosto que o trabalhador de empresa de coleta de resíduos sólidos em Corumbá, Davi Pizarro, recebeu a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, neste sábado, 01 de maio, feriado alusivo ao Dia do Trabalho, na Praça CEU, um dos pontos disponibilizados pelo Município.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Davi trabalha há 14 anos na empresa de coleta de resíduos sólidos e foi logo em busca da vacina

Para ele, foi um alívio ao sentir a picada, que descreveu como esperança. “Fico muito feliz em estar tomando essa primeira dose. Esperei tanto por esse momento, assim como meus colegas de trabalho. Estamos sim, na linha de frente todos os dias e é arriscado pegarmos a doença. Mas com esforços, estamos recebendo a vacina e agora vamos nos cuidar. Um dia para celebrar duplamente, o nosso dia e também esse presentão maravilhoso”, falou Davi que atua na empresa de coleta de resíduos há 14 anos.

A professora Sandra Auxiliadora, que leciona na Escola Municipal Izabel Corrêa, também foi até o ponto de vacinação da Praça CEU a pé e acompanhada da filha. Ao chegar, foi orientada a aguardar até que fosse chamada para tomar a primeira dose. Após imunizada, ela descreveu o momento como alivio, mas fez um pedido.

“Espero que todos possam tomar a dose contra a doença. Estamos passando por um momento difícil, muitas perdas de amigos, filhos, mães, uma doença que ninguém esperava. Me sinto feliz com a dose recebida e gostaria que todos tivessem essa oportunidade que hoje estou tendo”, disse Sandra.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Auxiliadora falou da falta que sente do contato com os alunos na sala de aula

A educadora também ressaltou a falta que sente de estar em contato físico com os alunos. “Não vejo a hora de retornamos à normalidade e isso inclui a sala de aula. É uma falta grande, pois é um retorno recíproco, carinho, atenção, afeto e dedicação que temos com nossos alunos e pais, enfim, com o mundo escolar. Uma profissão que abracei, amo estar em escola e com a pandemia, percebo a carência dos meus alunos e dos responsáveis e a necessidade do contato, sentir carinho. Essa dose de hoje, já é um passo grande para que possamos voltar. Um presente enorme”, ressaltou ao Diário Corumbaense.

Cláudia Rosane Alves, que é professora do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, falou também da falta do contato com os alunos na sala de aula e ressaltou a primeira dose recebida como um momento de muito alívio.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Cláudia mencionou sobre o "olho no olho" com os alunos

“Queremos voltar a dar aula, mas temos que nos proteger e proteger os alunos também, aqui é uma sensação de alívio. Olhar para o aluno, explicando a matéria e olhar olho no olho, é assim que conseguimos ver a dificuldade que realmente ele sente na hora em que estamos lecionando, sentimos a falta desse contato”, frisou Cláudia que estava um pouco nervosa, mas depois de receber a dose foi só alegria.

Com a palavra gratidão, a professora Norma Taciana Ramos, também recebeu a vacina contra o vírus. “Espero que todos tenham essa oportunidade, que todos possam ser vacinados. A primeira dose é um alívio para os pais que vão ficar mais tranquilos, alunos e nós mesmos educadores. Vai dar tudo certo e que logo possamos retornar para a sala de aula”, pontuou.

As doses

Com a chegada de remessa da vacina AstraZeneca, a Secretaria de Saúde de Corumbá retomou neste fim de semana a vacinação contra a covid-19.

Neste sábado, 1º de maio, podem ser vacinados com a primeira dose, profissionais de saúde, com a apresentação da carteira profissional (assistentes sociais, biólogos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos, médicos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e biomédicos); educador físico com 40 anos ou mais (apresentar carteira profissional ou documento de comprovação da profissão); trabalhadores da educação com 54 anos ou mais (apresentação de documento de comprovação); e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos (apresentar documento da empresa que comprove a função e a partir de 18 anos).

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Vacinação segue neste sábado e domingo nos dois pontos de drive thru: Poliesportivo e Praça CEU

No domingo, 02 de maio, é a vez de diabéticos com 40 anos ou mais (apresentar laudo médico); grávidas a partir de doze semanas de gestação, e puérperas até 45 dias após o parto. Deve ser apresentado o termo de consentimento do médico e da paciente; o documento ficará retido.

São dois pontos de drive thru: no Poliesportivo da Porto Carrero e na praça CEU, no bairro Jardim dos Estados, que vão funcionar das 07h30 às 16h. Quem não dispor de transporte, pode procurar o ponto fixo que também atende nos dois locais.

Quem irá receber a primeira dose deve realizar o cadastro no site http://vacina.corumba.ms.gov.br/coronavirus/,  sendo obrigatório o nº do cartão do SUS. O município reitera que está seguindo o Plano Nacional de Vacinação, e que a imunização dos grupos prioritários está ocorrendo de forma gradativa. Conforme a chegada de novas doses será aberta para outras idades e demais comorbidades.

Até o dia 30 de abril, Corumbá recebeu 30.147 doses de vacinas e aplicou 27.046. A aplicação da segunda dose da vacina Coronavac está suspensa na cidade. As pessoas que seriam imunizadas nesta semana, só serão convocadas quando as doses chegarem, informou a Secretaria Municipal de Saúde.

PUBLICIDADE