PUBLICIDADE

Prefeitura e órgãos ambientais discutem ações para combate às queimadas no Pantanal

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 19 de Abril de 2021

Gisele Ribeiro/PMC

Reunião aconteceu na sede do Sindicato Rural de Corumbá

A Prefeitura de Corumbá promoveu reunião com entidades ligadas ao meio ambiente para tratar de ações que levem à redução dos focos de incêndios florestais na região pantaneira. Em 2020, o Pantanal perdeu para o fogo área semelhante à do estado do Rio de Janeiro – 38.600 km². Foram mais de 22 mil focos de calor, segundo dados do Instituto SOS Pantanal, que participou das discussões na sede do Sindicato Rural de Corumbá, na tarde da sexta-feira, 16 de abril.

“Trabalhamos para buscar formas para evitar, bem como atuar de uma forma mais célere nesse tipo de ocorrência. Também devemos criar um sistema de monitoramento dos focos e um sistema de canais de comunicação mais ativos”, disse o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Cássio Augusto da Costa Marques.

O secretário ainda destacou que o prefeito Marcelo Iunes defende o estabelecimento de ações coordenadas entre os órgãos; a existência de um planejamento integrado de ações de prevenção, bem como o estabelecimento de brigadas de incêndios nas regiões do Pantanal e também a disponibilidade de equipamentos de combate ao fogo.

Coordenador do PrevFogo em Mato Grosso do Sul, Márcio Yule, antecipou que já há trabalho prévio de prevenção às queimadas sendo realizado junto às comunidades das regiões de Porto Esperança; Baía Negra e Assentamento 72. O objetivo é levar esse serviço para regiões como o Paiaguás e regiões de difícil acesso do Pantanal.

Yule antecipou que existe possibilidade de ampliação do contingente da brigada de incêndio florestal em Corumbá. Entre algumas ações que precisam estar coordenadas estão as logísticas de chegada à linha de fogo, de estadia e alimentação dos brigadistas.

Na reunião, as equipes do Instituto SOS Pantanal apresentaram um relatório das ações da entidade e recomendações para evitar a repetição do cenário – de incêndios florestais – ocorrido no bioma Pantanal em 2020.

Participaram do encontro, representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Defesa Civil, 3º Grupamento de Bombeiros Militar, Sindicato Rural de Corumbá, Prevfogo e Instituto SOS Pantanal.

Plano de Manejo do Estado

Mato Grosso do Sul conta, a partir de hoje, 19 de abril, com um Plano Estadual de Manejo Integrado do Fogo (PEMIF), que estabelece instrumentos, diretrizes e regulamentos para o trabalho de orientação, prevenção e combate aos incêndios florestais. O PEMIF garante novos instrumentos para a prevenção e combate aos incêndios florestais em Mato Grosso do Sul. O Governo do Estado já autorizou verba de R$ 56 milhões para investimentos em equipamentos e infraestrutura.

PUBLICIDADE