PUBLICIDADE

Homem que matou mulher a golpes de faca se entrega à Polícia Civil

Leonardo Cabral e Rosana Nunes em 13 de Outubro de 2020

Reprodução/Facebook

Luciano estava foragido desde o crime

A delegada do cartório de homicídios da Polícia Civil de Corumbá, Tatiana Zingier e Silva, confirmou ao Diário Corumbaense que Luciano de Oliveira Pinto, acusado da morte de Anizielly Errobidart, de 28 anos, está preso.

Ele já tinha prisão preventiva decretada pela Justiça e quando se apresentou, na tarde desta terça-feira (13), o mandado foi cumprido. A delegada não adiantou mais detalhes porque ainda irá interrogá-lo.

O crime, na tarde de sábado (10), no bairro Aeroporto, chocou a população. Luciano deu ao menos 10 golpes de faca na vítima, que ainda foi socorrida e ficou internada no Centro de Tratamento Intensivo da Santa Casa até a manhã de segunda-feira (12), quando não resistiu aos ferimentos na região lombar, tórax, antebraço, perna e pescoço.

Vingança

Anizielly teria sido morta por vingança, depois de denunciar o pai de Luciano, que teria abusado sexualmente da filha dela, de oito anos, em agosto passado. O homem continua preso.

Arquivo familiar

Anizielly deixou três filhos pequenos

Diário Corumbaense apurou que o autor das facadas é sobrinho do ex-marido da vítima. A família dele mora próximo da casa da avó de Anizielly. Os dois praticamente cresceram juntos e tinham boa convivência e até saíam juntos. Após a denúncia, as desavenças e ameaças começaram por parte do autor.

No dia do crime, a vítima estaria com amigas em casa quando Luciano a atacou e fugiu, se entregando nesta terça-feira.

O corpo de Anizielly foi sepultado nesta manhã. Ela deixou três filhos: duas meninas de 06 e 08 anos e um menino, de 02 anos, que estão sob cuidados de parentes.

PUBLICIDADE