PUBLICIDADE

Esperada há anos, restauração do prédio do ILA terá investimento de R$ 3,2 milhões

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 14 de Agosto de 2020

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

Prazo de restauração do ILA é de um ano e vai ter custo de R$ 3,2 milhões

Após muito tempo de espera, a intervenção arquitetônica de restauro do prédio do Instituto Luiz de Albuquerque (ILA) teve os procedimentos iniciais nesta sexta-feira, 14 de agosto. As obras serão realizadas com recursos do programa PAC Cidades Históricas, do Governo Federal, com valor total de R$ 3.249.080,65 (três milhões duzentos e quarenta e nove mil oitenta reais e sessenta e cinco centavos). Todo o processo tem o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como parceiro.

O prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, e o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Joílson Cruz, estiveram no prédio acompanhando vistoria no imóvel para início da obra física na próxima semana.

“É uma obra muito importante, um anseio antigo da nossa população. Muitas administrações passaram. Foi um trabalho de quase dois anos entre idas e vindas de Brasília para conseguirmos liberar esses recursos”, disse o prefeito 

Clóvis Neto/PMC

Um dos principais problemas é o telhado; vazamento deteriorou parte do forro

O ILA vai ser totalmente restaurado. Portas, janelas e piso de madeira, escada. O Município vai trabalhar a parte de acessibilidade também, vai ter um elevador externo atendendo todos os andares (subsolo, primeiro andar e segundo andar). O elevador vai ser uma estrutura acoplada ao prédio, para não descaracterizar. A restauração vai atingir área externa da fachada também. No processo de restauro do ILA toda a parte de cobertura será refeita, forro, pisos, paredes, bem como restauro com prospecção das paredes.

O prédio não apresenta problemas estruturais. O maior problema é o telhado. Um vazamento deteriorou parte do forro. Esse forro todo vai ser restaurado, recomposto em madeira, que é característica original, assim como o assoalho. O ladrilho hidráulico vai ser recuperado também, mantendo o imóvel como foi construído. A única adequação será para atender a acessibilidade, que é uma legislação federal. O prazo de execução é de um ano, mas como é restauro, o período de conclusão depende do que o serviço for encontrando no desenvolvimento da obra.

De acordo com o chefe do Executivo Municipal, o ILA “vai voltar a ser um atrativo ainda muito maior, após ser restaurado. O importante é que conseguimos com o Iphan nacional liberar os recursos. É um espaço nacionalmente reconhecido, que se tornará um novo atrativo”, completou Marcelo Iunes.

“É uma obra importantíssima para a nossa comunidade. Esse espaço sempre foi uma referência municipal, estadual e nacional como cultura. Estamos preparando para entregarmos à comunidade, um espaço que é dela. Aqui vai ser, realmente, o verdadeiro centro, polo cultural dos corumbaenses”, disse Joílson Cruz, titular da Fundação da Cultura.

Comentários:

José Mendes: Não entendo por que não ocorre a manutenção constante. Parece que espera deteriorar pra depois gastar mais ainda. Credo

PUBLICIDADE