PUBLICIDADE

CoronaVidas Hub Dourados entrega mais de 500 protetores faciais em Corumbá

Da Redação em 23 de Julho de 2020

Divulgação

Protetores faciais foram entregues a nove instituições

O projeto CoronaVidas Hub Dourados, em parceria com a Defensoria Pública Estadual, entregou 531 protetores faciais em Corumbá para profissionais da saúde e da segurança pública que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Os equipamentos serão distribuídos da seguinte forma no município: Conselho Tutelar (13), Corpo de Bombeiros (30), Polícia Militar (115), Santa Casa (100), Exército Brasileiro (100), Polícia Civil (60), Hospital Naval (50), Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (30) e Defensoria Pública Estadual (33).

Para o defensor público, Alex Batista de Souza, a entrega dos protetores é muito importante para o município. “Os EPIs chegaram em um momento extremamente delicado para Corumbá e Ladário, em que nos aproximamos dos 1.000 casos confirmados da covid-19. Agradeço a todos os envolvidos no projeto e retransmito a gratidão das entidades contempladas com os equipamentos que vão ajudar sobremaneira na proteção dos profissionais que precisam expor sua saúde pelo bem do próximo”, destacou.

Os protetores faciais são equipamentos de proteção individual (EPIs), importantes para os profissionais de saúde da linha de frente, bem para aqueles servidores que têm contato direto com o público. O uso associado às máscaras faciais aumenta de forma significativa a eficiência da proteção contra o novo coronavírus. A expansão do uso dos protetores faciais para outros segmentos, como a área da segurança pública e outros setores de atendimento, também pode impactar na redução da transmissão comunitária.

A implantação do HUB MS/Dourados da rede CoronaVidas teve início em abril de 2020 e a primeira distribuição foi efetivada no dia 1º de junho. A rede de solidariedade  é composta por mais de 20 instituições e empresas parceiras que trabalham de forma colaborativa, com o objetivo de produzir e doar mais de 35 mil protetores faciais à profissionais da saúde e também a outros setores de amplo contato com o público ou de maior risco de contaminação em todo o Mato Grosso do Sul.

Com informações da assessoria de imprensa. 

PUBLICIDADE