PUBLICIDADE

PMA identifica incêndio em três hectares de pastagem nativa sem licença ambiental

Rosana Nunes em 30 de Junho de 2020

Divulgação/PMA

Cerca de três hectares de pastagem nativa foram afetados pelo fogo

A Polícia Militar Ambiental autuou e multou em R$ 3 mil, na segunda-feira (29), o responsável pelo espólio de uma propriedade rural, por incêndio que afetou matas ciliares no rio Paraguai. Equipe realizava fiscalização fluvial, na região conhecida como Domingos Ramos, distante 45 quilômetros do Porto Geral de Corumbá. 

Os policiais verificaram que o fogo estava quase extinto e mediram a área afetada, cerca de três hectares de pastagem nativa, com uso de GPS. O responsável pela propriedade afirmou que provocou o fogo para combater um incêndio que surgiu no local (fogo contra fogo), porém, ao verificar com drone, a equipe suspeitou que na verdade, o incêndio foi provocado para renovação da pastagem.

Não havia  licença ambiental para a atividade, que ainda pode ser permitida, desde que a licença seja expedida pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). A PMA interditou a área, e além de multa, o responsável pelo espólio pode responder por crime de degradação de área de preservação permanente, que prevê pena de um a três anos de detenção. Com informações da PMA. 

PUBLICIDADE