PUBLICIDADE

PM que matou colega de farda a tiros por ciúmes, se entrega à Corregedoria

Campo Grande News em 26 de Outubro de 2019

Reprodução/Facebook

Izaque Leon Neves matou o colega de farda com 7 tiros

O soldado Izaque Leon Neves, de 33 anos, acusado de executar o também policial militar Jurandir Miranda, de 47 anos, na noite de quinta-feira (24) em uma lanchonete em Aquidauana, se entregou na manhã deste sábado (26). Ele teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Giuliano Máximo Martins, da Vara Criminal da cidade do interior, e se apresentou à Corregedoria da PM, em Campo Grande.

Izaque apareceu acompanha de advogado, segundo policial que conversou com a reportagem. O servidor, contudo, não soube dizer o nome do defensor e disse que não podia dar mais detalhes. Não se sabe ainda para qual unidade do sistema carcerário o PM será levado, embora a corporação mantenha presídio no Complexo Penal de Campo Grande.

O crime

O soldado matou o colega de farda com 7 tiros, em lanchonete na Rua Campo Grande, no Bairro Ovídio Campos. Ele teria assassinado o policial por ciúmes de sua ex-mulher, que era atual namorada de Jurandir.

Segundo relatos de testemunhas à polícia, os dois já haviam discutido por diversas vezes e trocado ameaças. Ambos chegaram a sofrer punições militares por causa da rixa.

Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Civil, Izaque estava sentado em frente à sua lanchonete, conhecida como Fênix, quando Jurandir se aproximou pilotando a motocicleta Yamaha/XTZ 125 branca, fez uma conversão na via e estacionou em frente ao estabelecimento.

Izaque, então, se levantou da cadeira, sacou a pistola .40 e disparou contra a vítima que ainda estava em cima da moto. Após ser atingido, Jurandir caiu na rua. Mesmo assim, Izaque continuou atirando e, na sequência ainda tentou enforcar o colega, mas foi impedido pelo policial militar Marcus Vinícius Cristaldo Barbosa, 25 anos, que passava pelo local.

Marcus desarmou o autor e tentou detê-lo, porém Izaque conseguiu escapar e fugir. A vítima foi socorrida, mas morreu pouco depois de dar entrada na unidade de saúde.

PUBLICIDADE