PUBLICIDADE

Campo Grande: confirmado sarampo "importado" de São Paulo em bebê de 10 meses

Campo Grande News em 09 de Setembro de 2019

Caso de sarampo em bebê de 10 meses de Campo Grande foi confirmado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), nesta segunda-feira (09). De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, o período de infecção da criança foi enquanto ela visitava São Paulo, estado responsável pelo maior número de casos da doença no País. Neste caso, é  considerado "importado", o que equivale dizer que o vírus da doença não está circulando no Estado ainda.

Desde o início do ano, foram notificados 35 suspeitas de sarampo no Estado, sendo que 30 casos foram descartados, três ainda estão em investigação e dois foram confirmados. O caso de um médico, que não mora aqui, foi notificado para São Paulo.

Bloqueio vacinal

O bebê que teve a doença confirmada pela Fiocruz, visitou familiares na capital paulista de 01 a 05 de agosto e começou a apresentar sintomas dia 16 de agosto. Foi ao Hospital São Lucas, localizado na Avenida Afonso Pena, no dia 19 de agosto onde houve a suspeita de sarampo.

Em nota, a Secretaria ressaltou que todas as ações de investigação e bloqueio vacinal foram feitas, principalmente nos funcionários do hospital em que o bebê foi atendido e nos contatos que estavam no hospital para atendimento. Os dois casos, do médico e do bebê, impuseram a vacinação de 600 pessoas.

Vacinação

O sarampo é uma doença prevenível por vacinação. O Ministério da Saúde estabelece dose zero para crianças de 6 meses a menores de 1 ano. A primeira dose para crianças que completarem 12 meses e a segunda dose aos 15 meses de idade (última dose para toda vida).

Entre os adultos que tomaram apenas uma dose até os 29 anos recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina. Quem até os 29 anos não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão de vacinação ou não se lembra precisa tomar as duas doses. Entre as pessoas de 30 e 49 anos é necessário apenas uma dose.

Todos que apresentem febre com exantema (erupção avermelhada na pele) e um dos seguintes sintomas: coriza, tosse ou conjuntivite é considerado caso suspeito de sarampo e devem procurar atendimento médico imediatamente.

PUBLICIDADE