PUBLICIDADE

Prefeitura recebe peregrinação de réplica da Cruz Missionária 2019

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 06 de Junho de 2019

Clóvis Neto/PMC

A réplica da Cruz Missionária chegou a Corumbá no dia 12 de maio

O prefeito de Corumbá recebeu nesta quinta-feira, 06 de junho, a réplica da Cruz Missionária e a Bandeira Missionária, que percorrem todo o Brasil na divulgação do Mês Missionário Extraordinário (MME), proclamado pelo Papa Francisco para acontecer em outubro de 2019. O bispo diocesano, Dom João Aparecido Bergamasco, apresentou os símbolos ao chefe do Executivo corumbaense.

A réplica da Cruz Missionária chegou a Corumbá no dia 12 de maio e iniciou a peregrinação pela Igreja Nossa Senhora de Fátima, de onde seguiu para a Igreja Dom Bosco nesta semana. A Cruz permanecerá em peregrinação pelas paróquias da cidade até outubro, quando será realizado um evento em celebração ao Mês Missionário Extraordinário.

 

Dom João Bergamasco explicou que a cruz foi um pedido do Papa Francisco durante a missão jesuítica na Bolívia. Ao prefeito Marcelo Iunes, o bispo diocesano afirmou que ele tem a missão de administrar a cidade “para os mais pobres com justiça e ética”.


O prefeito destacou a importância de receber a réplica da Cruz Missionária e a Bandeira Missionária. “Estamos à disposição para apoiá-los. A igreja faz um trabalho direto com as famílias proporcionando paz e felicidade. É isso que queremos para todas as famílias corumbaenses”, disse Iunes.

 

Também participaram da visita ao prefeito, o padre Ignácio, da Igreja Nossa Senhora Auxiliadora; padre Augustinho, da Igreja Nossa Senhora de Fátima; o padre Marco Antônio e o Diácono Anselmo. Acompanharam os religiosos as representantes do Conselho Missionário Paroquial (COMIPA) e do Conselho Missionário Diocesano (COMID).

 

A Cruz Missionária

 

A Cruz Missionária recorda a Páscoa de Jesus que ilumina nossa vida e missão. Faz memória das missões jesuítas da Bolívia e a Evangelização dos povos da América Latina. Ela expressa o amor infinito de Deus e salvação da humanidade. Hoje, a cruz continua inspirando a evangelização dos povos e animando a espiritualidade da ação missionária.

 

A haste está em forma de espiral ascendente. Recorda o movimento característico da missão que parte da encarnação em direção a Páscoa de Jesus, crucificado e ressuscitado que ilumina e transformando a realidade.


Os cravos testemunham o martírio de Jesus na Cruz.

 

As flores que brotam da cruz, representam a vida nova que nasce da Páscoa de Jesus Cristo. Em meio a dor e sofrimento, Deus se manifesta e faz ressurgir a esperança e alegria do Evangelho.


A inscrição IHS, significa: Jesus, Filho de Deus, Salvador dos Homens.


Relíquia de Santa Nazaria Ignacia, fundadora de uma congregação religiosa missionária na Bolívia.

PUBLICIDADE