PUBLICIDADE

Polícia retifica nome de boliviano executado dentro de ambulância

Rosana Nunes em 24 de Fevereiro de 2019

A Polícia da Bolívia retificou a identificação do homem que foi morto a tiros dentro de uma ambulância do Hospital San Juan de Dios, na noite de sábado (24). Segundo o site Clave 300, ele se chamava Alfredo Rengel Weber, de 48 anos, e não Nelson Alberto Mosciaro Weber, que seria primo da vítima fatal. 

Alfredo levou golpes de faca nas costas e na região do tórax na cidade de Puerto Suárez, que faz fronteira com Corumbá. Devido a gravidade dos ferimentos, o boliviano era transportado pela ambulância para o pronto-socorro corumbaense, quando na rodovia Ramão Gomes, passando o pedágio desativado, já em território brasileiro, um carro interceptou a viatura. Um homem desceu, abriu a porta da ambulância e executou Alfredo com quatro tiros, fugindo em seguida. 

O motorista da ambulância retornou para a Bolívia e não acionou a Polícia brasileira. O caso foi relatado somente às autoridades bolivianas, que investigam o caso.

PUBLICIDADE