Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Em praça pública, missa de sétimo dia de Ruiter é marcada por emoção e homenagens

Ricardo Albertoni em 08 de Novembro de 2017

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Celebração aconteceu na praça Generoso Ponce, no centro de Corumbá

Amigos, familiares, autoridades civis, militares e populares foram até a Praça Generoso Ponce no início da noite de terça-feira (07) acompanhar a missa de 7º dia de falecimento do ex-prefeito Ruiter Cunha de Oliveira. A celebração se transformou em um ato de agradecimento e reconhecimento ao prefeito que morreu aos 53 anos no último dia 1º de novembro, vítima de complicações pós-operatórias depois de ter sofrido aneurisma de aorta.

Muito antes de começar a celebração, o casal Isael e Lúcia Ramalho já estava aguardando o momento de homenagem. O servidor público da Prefeitura lembrou que Ruiter tinha grande simpatia do funcionalismo e lamentou a perda política do município. “Fizemos questão de vir, participamos de todos os momentos tristes nos últimos dias. Eu como servidor público da Prefeitura o via como um grande gestor e a população em geral vai sentir a falta de um excelente administrador, excelente prefeito que vai fazer falta para Corumbá. Eu o conhecia pessoalmente, era muito próximo da população e fica pra gente apenas a saudade de um amigo, acima de tudo”, disse Isael.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Entrada de Nossa Senhora da Candelária deu início à missa em memória de Ruiter

A ex-primeira-dama, secretária especial de Cidadania e Direitos Humanos, Beatriz Cavassa de Oliveira, destacou que as manifestações de carinho da população ao marido foram importantes para a família.

“Estamos passando por esse delicado momento e o que nos conforta é todo esse carinho, essas manifestações de afeto que nós recebemos e que ele também recebeu. Para nós é motivo de muito conforto nesse momento. Tenho certeza que ele vai continuar em um plano melhor, olhando pela família, pelos amigos, pelo povo corumbaense em paz. Temos certeza de que ele está em um bom lugar, descansando de toda a turbulência que ele viveu. Pra nós ficou um exemplo muito bonito, para a família, filhos, para a população corumbaense. O Ruiter tinha um coração tão puro e generoso que às vésperas de sua morte nos passou a mensagem para que todos apaziguem mais, perdoem e amem mais”, contou a ex-primeira dama que ressaltou que vai continuar participando do projeto de Ruiter, agora ao lado do prefeito Marcelo Iunes.

“Vou continuar dando o meu apoio em tudo que eu puder ao Marcelo porque o Marcelo deu a ajuda dele para o Ruiter quando ele precisou e agora é o meu dever e obrigação retribuir ao Marcelo, que tenho certeza de que ele vai precisar até o final de seu mandato”, afirmou Beatriz ao Diário Corumbaense.

O prefeito Marcelo Iunes, que tem ressaltado a continuidade dos projetos, reafirmou o compromisso, destacando a importância de Ruiter para a população, o que foi demonstrado durante a comoção pública observada nos últimos dias.

“Isso nos motiva muito, saber o carinho que o povo tinha com Ruiter e a importância que ele tinha para o nosso município. É uma mostra do que nós temos que fazer, que é trabalhar pelas pessoas que acreditaram na aliança entre o Ruiter e o Marcelo e por isso nós vamos trabalhar, para cumprir esses compromissos que fizemos  juntos que é o desenvolvimento de Corumbá, do bem-estar dos munícipes", destacou

A celebração teve início com a entrada da imagem de Nossa Senhora da Candelária, padroeira de Corumbá, carregada pelo prefeito Marcelo Iunes; o filho de Ruiter, Rodrigo Cavassa; o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Luiz Mário do Nascimento Cambará e pelo diretor-presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Paulo Guilherme de Arruda, acompanhados pela apresentação da Oficina de Dança do Pantanal, projeto que ganhou projeção nacional durante as gestões do prefeito falecido.

Após a entrada da imagem da santa que simbolizou o lado religioso de Ruiter Cunha, que era católico frequentador assíduo da paróquia Nossa Senhora da Candelária, na comunidade de Caacupê, e devoto de Nossa Senhora, o Coral Cidade Branca, outro projeto que nasceu durante gestão dele, entoou a Marcha a Corumbá, que tornou-se hino da cidade por determinação da Lei Municipal 1.979/2007.

Durante a homilia, o bispo diocesano Dom Martinez Alvarez que presidiu a missa, acompanhado dos padres Fábio Vieira, Jacinto Ortiz e Celso Ricardo da Silva, lembrou da mensagem  que o prefeito deixou antes de sua partida, que definia a personalidade de Ruiter.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Familiares de Ruiter durante a celebração

“Ruiter era humano e sendo humano tinha seus defeitos. Quem não tem defeitos é porque já morreu. Então, ele tinha defeitos por ser humano, mas as qualidades e virtudes que ele tinha eram infinitamente superiores aos defeitos que ele possuía. Tudo está resumido na frase que ele nos deixou: “nunca deixe para depois: apaziguar, perdoar e amar”. Isso define a personalidade do Ruiter.(...) Isso significa que a misericórdia está presente no coração do filho que prova para o mundo a misericórdia de Deus”, explicou.

Um dos momentos marcantes da celebração, foi quando o comunicador e amigo pessoal de Ruiter, radialista Jonas de Lima, leu um texto que descrevia o prefeito falecido. Com a voz embargada, Jonas destacou a sensibilidade, dedicação ao trabalho e amor ao seu povo, marcas da personalidade de Ruiter. (Confira o texto na íntegra, no final da reportagem).

Em outro momento de emoção, os dois telões exibiram um vídeo de homenagem. Ao mesmo tempo que imagens feitas durante as três gestões do prefeito eram exibidas, mensagem de agradecimento destacando que uma das maiores obras deixadas por Ruiter era a do coração. Ao fundo, a música “Ser Humano” do cantor Zeca Pagodinho, que foi lembrada durante os últimos dias por várias pessoas que eram próximas a ele.

O padre Fábio Vieira lembrou o quanto Ruiter ajudou a igreja durante suas gestões. Ele pontuou que o amigo pessoal era reconhecido pela sua fidelidade aos amigos, à fé e ao amor à Corumbá. “Nunca tinha conhecido uma pessoa que amava tanto a sua terra como o Ruiter. Quem aproveitou e teve a oportunidade de conviver com ele na amizade vai ter sempre essa recordação bonita. Não tem mais como esquecer o Ruiter e por isso nossa oração será sempre o nosso agradecimento, a quem nunca negou em ser católico, de estar presente, de amar à Deus, à Nossa Senhora. Que a nossa oração seja sempre em agradecimento ao nosso amigo Ruiter”, disse padre Fábio.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Ao final da missa, Beatriz Cavassa, os filhos e familiares receberam várias manifestações de apoio

No final da celebração, representantes do programa  “Povo das Águas” que teve início em 2009 durante a segunda gestão de Ruiter Cunha de Oliveira abraçaram os familiares em forma de agradecimento às ações que levaram cidadania à população ribeirinha.

O servidor Heraldo Santos Cunha, primo do ex-prefeito lembrou da preocupação dele com os problemas relacionados aos mais necessitados. “O Ruiter foi uma pessoa humana que sempre se interessou pelos problemas de Corumbá e de seu povo, principalmente os mais necessitados. Ele sempre teve um carinho especial, e sempre abraçava a todos  dessa forma. É uma perda muito grande”, lembrou.

Confira o texto lido pelo radialista Jonas de Lima durante a celebração

Um poeta disse certa vez: com graça e humildade que possuía um coração maior que o mundo. Nele, cabiam todos os homens e mulheres. Os presentes, os passantes e até os ausentes. Nele, cabiam todas as culturas, as etnias, as diferenças, as semelhanças, só não cabiam suas próprias dores.

Sem saber, o poeta descrevia um homem que nasceu, e viveu, com uma expressão mais genuína do coração. Essa força vital que pulsa no peito. O elo entre a matéria e o espírito. O humano e o divino. O terreno e o sublime. Um coração movido por uma chama ininterrupta, uma fogueira viva a aquecer emoções e impulsionar ideias. Este homem, que nós acostumamos a chamar de amigo, irmão, líder, companheiro de jornada, prefeito, gente da gente, alcaide, ou simplesmente, Ruiter. Colocou na vida todo o coração que possuía. Distribuiu alegria, inspirou poesia, construiu esperança. Compartilhou sensibilidade.

Com intensidade que só um enorme e caloroso coração pode produzir ele realizou a mais pura fusão entre os elementos que nos movem: o amor, o afeto pelos amigos, e quantos amigos! O afeto pela cidade amada, a paixão por seu povo, sua cultura, sua história e a fé na capacidade humana de inventar um mundo melhor, uma sociedade mais unida à essência do universo. Com a intensidade de um coração maior que o mundo, transbordando de inquietude pelo bem dos que mais carecem e de contentamento pelas conquistas de seu povo, ele dedicou a vida à grande batalha da paz.

Construir, reconstruir, zelar, dialogar, unir, reunir, apaziguar, perdoar, amar. Foi tanta intensidade, até mesmo para um coração tão forte, humano. Esse enorme coração que inspirou Corumbá, que envolveu o Pantanal, que conquistou a admiração na imensidão da existência, agora, não é maior que o mundo apenas. Agora é do tamanho dos céus. Agora é do tamanho do universo. E ainda sim, continua a iluminar o nosso olhar e a preencher a nossa alma. Para sempre em nossos corações, sua alegria de lutar, sua fé no impossível e seu amor pela vida, Ruiter Cunha de Oliveira.

 

Saiba mais

02/11/2017 Secretário de Saúde ouviu de Ruiter frase que falou sobre perdão e amor

02/11/2017 Comoção e tristeza marcaram sepultamento do prefeito dos corumbaenses

01/11/2017 Reinaldo diz que manterá compromissos assumidos com Ruiter

01/11/2017 Silenciosa, avenida é palco do adeus a Ruiter

01/11/2017 Ruiter deixa a marca do gestor preocupado com o semelhante

01/11/2017 PT e PSDB em MS lamentam morte de Ruiter Cunha

01/11/2017 Prefeito por quase nove anos, Ruiter deixa grande legado para Corumbá

01/11/2017 Corpo já é velado e sepultamento de Ruiter será nesta quinta-feira às 08h

01/11/2017 Diário Oficial já traz decreto de luto de 5 dias pelo falecimento do prefeito Ruiter

01/11/2017 Ladário decreta luto oficial de três dias pela morte de Ruiter

01/11/2017 Ruiter: Governo do Estado divulga nota de pesar

01/11/2017 Sob aplausos de reconhecimento, corpo de Ruiter é recebido em Corumbá

01/11/2017 Seguindo a lei, Câmara empossa Marcelo Iunes prefeito de Corumbá

01/11/2017 Ruiter Cunha dedicou a vida à carreira pública

01/11/2017 Avião do Governo do Estado fará o translado do corpo de Ruiter

01/11/2017 Corpo de Ruiter deve chegar ao meio-dia e velório será no Corumbaense

01/11/2017 Ruiter não resiste a complicações pós-operatórias e morre

31/10/2017 Recuperação de Ruiter depende da reação do organismo no pós-operatório

31/10/2017 Cirurgia de Ruiter é bem sucedida e ele vai ficar sedado por 24 horas

31/10/2017 Cirurgia de Ruiter começou por volta das 14 horas

31/10/2017 Com quadro clínico estabilizado, médicos decidem antecipar cirurgia de Ruiter

30/10/2017 Prefeito segue com quadro clínico estável, informa boletim médico

30/10/2017 Médicos do Proncor identificam patologia cardíaca e Ruiter vai ser operado na quarta-feira

30/10/2017 Ruiter passa por reavaliação médica no Proncor de Campo Grande

30/10/2017 Prefeito Ruiter vai passar por procedimento cirúrgico no Proncor de Campo Grande

30/10/2017 Secretário de Saúde e procurador acompanham Ruiter em UTI aérea

30/10/2017 Prefeito vai passar por procedimento de hemodinâmica, diz assessoria

30/10/2017 Prefeito Ruiter Cunha passa mal e é levado para o hospital

Galeria: Missa de sétimo dia Ruiter Cunha de Oliveira

Abrir Super Galeria
Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE