Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
23 de Junho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Corumbá e Ladário têm condições de eleger 2 deputados estaduais este ano, diz Iunes

André Navarro em 08 de Junho de 2018

Apontando a necessidade de Corumbá ter representantes na Assembleia Legislativa do Estado e assim participar ativamente da divisão do bolo orçamentário de Mato Grosso do Sul, o prefeito Marcelo Iunes (PSDB) afirma acreditar que Corumbá e Ladário possam eleger dois deputados estaduais este ano. Tudo, segundo ele, vai depender da consciência do eleitor, mas o município nunca esteve tão perto de fazer os seus próprios representantes para ser beneficiado com emendas diretas de seus parlamentares. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Iunes chama a atenção para o "voto útil" para que a cidade tenha representantes

“O que a gente não aceita é que pessoas que nunca vieram em Corumbá, caiam de paraquedas aqui para pedir votos. Tem deputados que a gente procura e nos ajudam e temos que lembrar disso”, enfatizou o prefeito. “O que nós não podemos fazer é ficar indo atrás de migalhas, nós temos que ir lá, ao lado do governador e quando abrir o bolo puxar o pedaço de Corumbá, saber que Corumbá vai ter um pedaço do bolo do orçamento do Estado”, disse salientando a importância de os eleitores saberem que votar em candidatos da terra pode favorecer o crescimento e o desenvolvimento da cidade. 

Marcelo disse ser favorável ao Pacto Político por Corumbá e afirmou estar conversando com o presidente da Câmara, Evander Vendramini. Citou os nomes de Bia Cavassa (PSDB), que ele defende; de Paulo Duarte (MDB), ex-prefeito que para Marcelo terá poucas chances por estar em uma legenda pesada demais e ter perdido o apoio de Zeca do PT; e dos vereadores Domingos Albaneze (PV), que já disse que não vai concorrer, Chicão Viana (Solidariedade) que apareceu recentemente no cenário e do próprio presidente Evander que afirma entrar na disputa se tiver consenso entre os parlamentares. 

“A Beatriz eu tenho certeza que tem condições e vai representar bem Corumbá. É uma pessoa que gosta de Corumbá, que quando foi secretária e como primeira-dama, sempre esteve ao lado do prefeito Ruiter (falecido em novembro de 2017) e tenho certeza que vai trabalhar para trazer recursos para Corumbá. Como eu falei, o que nós não podemos fazer é ficar indo atrás de migalhas. Se não, quem vai brigar por Corumbá, deputado de Miranda, de Aquidauana, de Três Lagoas? Se eu fosse deputado eu brigaria por Corumbá e assim eu acredito que cada um trabalha por sua cidade, não mandaria dinheiro pra cidade nenhuma, mandaria para Corumbá”, afirmou. 

Iunes seria, naturalmente, o candidato a deputado estadual pelo pacto, apoiado pelo Executivo. Com a morte de Ruiter, ele teve que assumir a Prefeitura e hoje não tem mais pretensões de chegar à Assembleia, mas quer ajudar a eleger os dois representantes que acredita que a cidade tenha condições de fazer. Iunes contabiliza a estrutura que ele próprio sempre teve para se eleger três vezes vereador, participar de uma campanha para deputado estadual onde ficou como primeiro suplente e obteve 13 mil votos e a estrutura deixada por Ruiter, que foi prefeito três vezes e também concorreu à Assembleia em 2014 obtendo 18 mil votos. 

Apesar de afirmar que Corumbá precisa de seus representantes, o prefeito não deixa de agradecer aos parceiros que contribuíram com o município. Ele avalia, entretanto que cada deputado tem por volta de R$ 1 milhão em emenda e manda R$ 50 mil para cá, que é o que dá para fazer. Para Marcelo Iunes é importante manter esses parceiros e fazer os deputados da cidade. “O governador Reinaldo Azambuja também é um grande parceiro e está investindo em Corumbá com recursos próprios do Estado, qual foi o governador que fez o que ele está fazendo por Corumbá?”, questionou.  

A respeito dos deputados federais o prefeito é enfático em dizer que dificilmente a cidade vai conseguir eleger um representante para a Câmara Federal. “Não é impossível, vamos trabalhar para isso, mas é difícil fazer 50, 60 mil votos aqui”, avaliou. Apesar disso temos vários parceiros que têm nos ajudado lá em Brasília. “Eliseu Dionísio mandou R$ 1,2 milhão para as Unidades de Saúde Básica de Corumbá no final do ano passado. Vander Loubet e Zeca do PT nem se fale, estão sempre nos ajudando. Beto Pereira, deputado estadual é um grande parceiro e agora vai concorrer a deputado federal, sem falar da vice-governadora Rose Modesto que sempre esteve ao nosso lado. O importante é escolher bem, o voto útil, votar em pessoas que têm condições de se eleger e de ajudar Corumbá, principalmente isso”, concluiu.  

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE