Receita Federal apreende uma tonelada de bolsas falsificadas de marcas famosas

Rosana Nunes em 22 de Junho de 2017

Fotos: Divulgação/Receita Federal

Carga de bolsas era transportada em Kombi

Equipe de Vigilância e Repressão da Receita Federal de Corumbá apreendeu na madrugada desta quinta-feira (22), por volta das 02h30, cerca de uma tonelada de bolsas, com indícios de falsificação, de marcas famosas como Louis Vitton, Prada e Chanel. A carga, avaliada em R$ 186.760,00, não tinha documentação fiscal e era transportada em uma Kombi, por dois brasileiros, com idades de 20 e 33 anos. 

A apreensão aconteceu em uma estrada vicinal, próximo ao distrito boliviano de El Carmen, distante aproximadamente 15 quilômetros do Posto de Fiscalização Esdras, do lado brasileiro. Naquele local, há uma fronteira seca entre Brasil e Bolívia. Os dois motoristas foram encaminhados à Polícia Federal  para responder pelo crime de contrabando, cuja pena varia de 2 a 5 anos de reclusão. A mercadoria foi levada ao depósito da Receita na cidade.

Ao Diário Corumbaense, o inspetor do orgão, Zaquiel Chardong Vettorello, uma parte das bolsas geralmente é vendida em Corumbá e também nas cidades de Miranda e Campo Grande. Outra parte segue para São Paulo e têm valor agregado considerável por causa da qualidade da falsificação. Ainda de acordo com o inspetor, após o processo de perdimento, a carga é encaminhada para destruição.

 

Bolsas com indícios de falsificação são de marcas famosas

 

PUBLICIDADE