PUBLICIDADE

Gestão ambiental da BR-262 vai vistoriar quase 300 quilômetros de rodovia

Da Redação em 09 de Dezembro de 2013

De hoje, dia 09, até a quinta-feira, 12 de dezembro, especialistas ambientais do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), vão percorrer os 284 quilômetros que separam os municípios de Anastácio e Corumbá para realizar ações do Programa de Gestão Ambiental da BR-262/MS. A equipe irá checar áreas degradadas, processos erosivos e conservação da rodovia ao longo da BR-262 como forma de controle ambiental das obras de implantação de acostamentos e restauração do pavimento da pista.

Também será feita a coleta de água em cinco pontes de vazante entre os dois municípios como parte do Programa de Monitoramento de Qualidade de Água (PMQA). A coleta será em dez pontos para verificar a qualidade da água na região. A análise é feita a cada seis meses com o objetivo detectar alterações na qualidade da água que possam estar relacionadas às obras na rodovia.

Atropelamento

Outra atividade fará parte do Programa de Monitoramento de Atropelamentos de Fauna na BR-262 que realiza ações de sensibilização a respeito de acidentes envolvendo animais silvestres.  A equipe irá vistoriar a rodovia para a obtenção de dados estatísticos.

Divulgação

Equipe vai vistoriar a rodovia para a obtenção de dados estatísticos

Durante um ano, o programa acompanhou o trecho entre Anastácio a Corumbá e registrou 610 animais mortos.

Gestão

O Projeto de Gestão Ambiental das Obras de duplicação na rodovia BR262/MS entre Anastácio e Corumbá é realizado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) por meio do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI) através de cooperação com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), com o objetivo de cumprir as condicionantes para a emissão e/ou manutenção das licenças requeridas por órgãos ambientais.

ITTI

O Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) atua na elaboração, execução e supervisão de programas e estudos destinados à gestão ambiental de obras, especialmente na área de transportes, tais como as rodovias, ferrovias e portos. Com uma equipe técnica multidisciplinar formada por professores, pesquisadores, estudantes e profissionais especializados, os projetos da UFPR-ITTI também contemplam aspectos relacionados à gestão territorial, questões socioambientais e quanto ao uso de recursos naturais. As informações são da Assessoria de Comunicação/ITTI –UFPR.

PUBLICIDADE