PUBLICIDADE

Marquês de Sapucaí é campeã do grupo de Acesso

Marcelo Fernandes / Camila Cavalcante em 13 de Fevereiro de 2013

A Marquês de Sapucaí é campeã do Grupo de Acesso do carnaval corumbaense. A escola de samba somou 172,7 pontos. A agremiação, última a desfilar na madrugada da segunda-feira, 11 de fevereiro, levou para a avenida General Rondon o enredo "No Grito e Na Folia Todos Somos Iguais na 'Fantasia' - Carnavalização". Agremiação se apresentou com 750 componentes e quatro carros alegóricos. A Marquês também foi ganhadora do Esplendor do Samba de melhor escola do Acesso.

Em 17 alas, a agremiação contou o carnaval e cantou seus símbolos, como Arlequim; Colombina; Pierrô; Baile de Máscaras; Cupido do Amo; Palhaçadas e Travessuras. Houve espaço para homenagear o carnaval corumbaense com passagens das alas "Cordões - Antigos Carnavais"; "Bloco Cibalena"; "Bloco Praia, Bola e Cerveja" e "Sandálias de Frei Mariano".

Com as fantasias "Anunciadores da Boa Nova", a Comissão de Frente da Marquês de Sapucaí e seus dez componentes apresentaram a escola com trombeteiros, anunciando a chegada do Carnaval. Os bailarinos anunciaram também que um belo desfile estava a caminho. A apresentação certinha na Avenida credencia a escola ao título do Grupo de Acesso.

Fotos: Anderson Gallo/Johonie Midon

Marquês de Sapucaí conquistou titulo com 172,7 pontos

O Abre-alas "Corte de Momo" representou o castelo da folia abrindo as portas da Avenida para os cinco dias de carnaval. Escultura em ferragem apresentou o símbolo da Marquês.

A ala das baianas desfilou como representação de Carmem Miranda, artista que levou para o mundo a alegria brasileira e a paixão pelo carnaval. Mestre-sala e porta-bandeira defenderam as cores da escola com as fantasias "Samba de Carnaval", numa representação da musicalidade carnavalesca e as notas musicais do samba-enredo.

Com 70 ritmistas, a bateria homenageou o Flor de Abacate, bloco tradicional de Corumbá que por muito tempo só aceitava homens em seu desfile. Houve um elemento cenográfico no meio da bateria, um suporte de atabaque com três ritmistas tocando.

Os carros alegóricos mostraram "Noite de Carnaval" contando a história dos antigos carnavais com os bailes de máscara e suas peculiaridades de cada época. "Festa Popular" mostrou a figura do folião e suas várias facetas nas noites carnavalescas quando, diferentemente da vida real, pode ser quem desejar. O último carro foi uma auto-homenagem. Denominado "Escola de Samba Marquês de Sapucaí" trouxe o nome da agremiação e uma referência às outras nove escolas de samba com flâmulas nas cores de cada uma delas. O carro também trouxe dona Ivone Torres, uma das moradoras mais antigas do bairro Cervejaria.

Presidente da Liesco, Enilde Vital, entregou troféu à campeã

"Quem está no carnaval há tempos sabe da dificuldade que é colocar uma escola de samba na Avenida. O título deste ano, dedico ao meu carnavalesco e ao meu esposo que ficaram do meu lado, me apoiaram e fizeram o nome da Marquês ao meu lado. Na Avenida, quem terminou a conquista desse título, foi a comunidade, que vestiu a camisa, cantou o samba-enredo da escola e auxiliou a dar brilho às fantasias que contavam o enredo da Marquês", disse em entrevista ao Diário a presidente da agremiação, Odete Brinckler de Oliveira Bueno.

Classificação

Em segundo lugar ficou Imperatriz Corumbaense (165,5 pontos); o terceiro lugar ficou com Estacção 1ª do Pantanal (159,6 pontos); o quarto foi para Unidos da Major Gama (148,6 pontos) e o quinto lugar ficou para a Caprichosos de Corumbá (102,4 pontos).

Leia também: Esplendor do Samba valoriza trabalho nos barracões das escolas

Leia também: Esplendor do Samba premia escola do Acesso e homenageia Manoelzinho

Leia também: Com cinco placas douradas, Esplendor do Samba consagra A Pesada

Galeria: Marquês de Sapucaí 2013

Abrir Super Galeria
Comentários:

Alex Alecrim: parabens pelo belo carnaval que apresentou na avenida espero ,merecimento conquistamos e essa conquista ninguem lhe tirara...um grande abraço para marquês de sapucai.....

PUBLICIDADE