PUBLICIDADE

Prefeitura vai instalar artesãos em novo espaço até restauração de prédio

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 10 de Janeiro de 2022

Renê Marcio Carneiro/PMC

Prefeito visitou hoje o espaço e conversou com os artesãos

A Prefeitura de Corumbá trabalha na viabilização de um local para instalar os artesãos durante o período de restauração do prédio da Casa do Artesão. O anúncio aconteceu durante visita do prefeito Marcelo Iunes ao espaço, que está no pacote de obras do PAC Cidades Históricas. Também participaram da visita o vice-prefeito Dirceu Miguéis Pinto, o secretário Ricardo Ametlla (Infraestrutura e Serviços Públicos) e o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Joilson Silva da Cruz.

“São quatro obras para conclusão do PAC Cidades Históricas e uma delas é a restauração aqui da Casa do Artesão. Nós vamos ver um local para os artesãos, que aqui trabalham, possam ficar durante a reforma, retornando após as obras concluídas”, disse o prefeito. 

Joilson Cruz, diretor-presidente da Fundação de Cultura, explicou que os artesãos já têm conhecimento da  transferência do local no período das obras. “Já tivemos essa conversa com os artesãos e todos concordaram. Sabemos da necessidade de um espaço para venda, para produção e a Casa do Artesão passar por uma reforma. Já estamos vendo esse local para eles trabalharem com dignidade. Aqui temos 22 artesãos”, disse.

Renê Marcio Carneiro/PMC

Hoje, 22 artesãos trabalham e vendem seus produtos no local

Marcelo Iunes destacou que os recursos para a restauração da Casa do Artesão já estão empenhados, inclusive com a contrapartida da Prefeitura. Mas, situações pontuais solicitadas pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) seguram a realização das ações. “Estamos trabalhando para liberarmos iniciarmos a reforma”, disse.  Ao todo quatro obras, beneficiadas com recursos do Governo Federal por meio do PAC Cidades Históricas, ainda serão executadas: Casa do Artesão; a antiga Prefeitura, a Comissão Mista e o antigo Mercadão. “Os recursos já estão canalizados, já estão captados. Agora, nós dependemos da aprovação e autorização do Iphan para licitarmos e poder iniciar os serviços”, ressaltou o secretário Ricardo Ametlla.

“Será feita uma grande reforma e restauração aqui na Casa do Artesão. Muitas vezes nos solicitam que seja feita alguma reforma imediata, mas não podemos porque se investirmos algum recurso aqui, não teremos como dar continuidade na obra porque nós temos um recurso que é para reforma geral e restauração. Se você fizer uma reforma parcial, não conseguimos aprovar esse tipo de obra. Já existe o recurso, existe o projeto”, completou o vice-prefeito Dirceu Miguéis.

PUBLICIDADE