PUBLICIDADE

Golpe: idosa segue falsas instruções, entrega cartão e descobre gastos de quase R$ 5 mil

Leonardo Cabral em 25 de Novembro de 2020

Idosa de 72 anos acabou caindo no “golpe do cartão clonado” e “golpe do motoboy”. Só de compras, no débito e crédito, foram realizados gastos de quase R$ 5 mil.

A vítima foi até a Delegacia de Polícia Civil de Corumbá na terça-feira (24) e contou que recebeu uma ligação de um homem, se passando por funcionário de sua agência bancária, localizada na rua Delamare, Centro, por volta das 15h10 de segunda-feira (23). Ao tender, ela foi informada que o cartão dela tinha sido clonado e que para resolver o problema, iria "orientá-la". 

O homem disse para que cortasse o cartão em duas partes e entregasse, junto com uma carta ditada pela pessoa que estava na linha e entregasse a um motoboy, que seria funcionário da agência.

Sem desconfiar, a idosa seguiu todos os passos e acabou entregando o cartão cortado junto com a carta ao homem que foi ao encontro dela. No entanto, na terça-feira, para saber sobre a situação de sua conta, ela foi ao banco e para sua surpresa, foi informada que havia caído em golpe.

Os golpistas fizeram compras saques em seu nome, com o cartão de débito, totalizando R$ 3.014,20. Já no crédito, o valor gasto chegou a R$ 1.800,00.

O caso foi registrado como estelionato contra idoso, por meio do boletim de ocorrência 4207/2020, na Delegacia de Polícia Civil.

Esse é o segundo caso registrado em Corumbá esta semana. Porém, no primeiro, a idosa chegou a entregar o cartão, mas percebeu rapidamente que se tratava de um golpe e conseguiu evitar gastos em seu nome, cancelando o cartão na agência. 

O golpe

Sobre o golpe do motoboy, os bancos alertam que em muitos casos, além de solicitar os cartões, os falsos funcionários também pedem para que os clientes cortem os cartões sem danificar o chip ou até mesmo digitar a senha utilizada nos terminais por telefone.

Logo em seguida, avisam que uma pessoa, que atua na instituição financeira, vai encontrar a vítima para recolher os cartões.

PUBLICIDADE