PUBLICIDADE

Fórum do Pantanal promove discussões online em sua 19ª edição

Rosana Nunes em 24 de Novembro de 2020

Reprodução

Fórum é realizado há 19 anos; pela primeira vez as discussões são virtuais

Promover o intercâmbio entre alunos do Colégio Objetivo de Ensino Fundamental e Médio, para difundir a importância do Pantanal e a conservação desse ecossistema, bem como discutir as Políticas Sociais do Município de Corumbá. Esse é o objetivo do 19º Fórum Infanto Juvenil do Pantanal, que acontece desde segunda-feira, 23 de novembro. Pela primeira vez o Fórum é realizado exclusivamente online pelo Google Meet.

“O Fórum quer que o nosso aluno seja realmente protagonista. Um dos nossos objetivos é fazer com que tudo que estudaram durante um ano seja aplicado. Que eles opinem, aprofundem as pesquisas sobre as questões ambientais. Sabemos o quanto é importante trabalhar com a questão da preservação desse patrimônio tão importante que é o nosso Pantanal. E, também, trabalhar com os temas sociais. Também estamos falando da questão da mulher como sinônimo de protagonismo, da importância dela e sua autonomia”, disse a diretora do Objetivo, Terezinha Baruki ao Diário Corumbaense.

Ela salientou que o Fórum também discute diversificação e multiculturalismo. “Estamos vendo, por exemplo, que Corumbá está vivendo um momento até ímpar. São tantos venezuelanos, colombianos, haitianos, entrando aqui no município, interagindo com a gente. Nosso aluno tem que saber o que é, os motivos pelos quais estão vindo para cá”, observou. 

Este ano o Fórum Infanto Juvenil do Pantanal, que termina hoje, dia 24, ganhou formato diferente em razão da pandemia do novo coronavírus. “Nosso fórum está sendo remoto, pelo Google. Tivemos que abrir várias salas pelo quantitativo de alunos, são quase 300 estudantes, participando”, contou a diretora.

“Queremos agradecer a Embrapa Pantanal, por meio de seus pesquisadores, a Fundação de Turismo, as Secretarias de Cidadania e Educação, que são os nossos parceiros aqui e a todos que estão dando aula remotamente, participando do Fórum da palestra, remotamente. Acreditamos que mesmo com a pandemia, é importante continuar. São dezenove anos do Fórum. Cada um está na sua casa, estamos separados, porém estamos juntos discutindo o Pantanal e sua preservação”, finalizou Terezinha Baruki.

PUBLICIDADE