PUBLICIDADE

Audiência pública debate soluções e leis mais rígidas para combater queimadas no Pantanal

Da Redação com informações da ALEMS em 30 de Setembro de 2020

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), realiza nesta quarta-feira, 30, audiência pública para discutir as consequências das queimadas no Pantanal sul-mato-grossense. Será a partir das 15h, por videoconferência.

Participam da audiência pública representantes do Instituto Homem Pantaneiro (IHP), do Ministério Público Estadual (MPE-MS), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Polícia Militar Ambiental (PMA), do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul (CBMMS) e da Polícia Militar (PMMS). Foram também convidados representantes do Instituto SOS Pantanal, do  Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), e outros atores envolvidos com a questão ambiental.

O presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa, explicou a atuação do Poder Executivo no combate às queimadas na região. “O Governo do Estado já tem feito um esforço, com apoio da União e de entidades do terceiro setor, para controlar as chamas que devastam o nosso Pantanal. Está em curso a Operação Pantanal II, que reúne bombeiros de Mato Grosso do Sul e do Paraná e brigadistas do Ibama, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade [ICMbio] e de organizações não-governamentais. Além de contribuir para o debate deste tema, auxiliando na busca por soluções que somem nas ações de combate ao fogo, também podemos, com a audiência pública, discutir uma legislação mais enérgica contra os responsáveis pelas queimadas, e, ainda, debater sobre a proteção deste bioma tão importante para região e o país”, declarou.

O Diário Corumbaense irá transmitir a audiência pública em sua página no Facebook: https://www.facebook.com/diarionline.

PUBLICIDADE