PUBLICIDADE

PRF: feriado prolongado terminou com uma morte e 17 acidentes nas estradas de MS

Leonardo Cabral em 14 de Outubro de 2019

Divulgação/ PRF

Operação teve ênfase nas ultrapassagens indevidas e à alcoolemia associada à direção veicular

Dezessete acidentes, sendo quatro graves, com um óbito. Esse foi o resultado da operação Nossa Senhora Aparecida, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nos mais de 3.652 quilômetros de rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul. A operação teve início na início na última quinta-feira (10) e foi encerrada às 23h59 de domingo (13).

Nestes quatro dias foram fiscalizados 8.958 veículos, totalizando 9.476 pessoas em todo o Estado. Desse total, 29 condutores foram autuados por falta do cinto de segurança e 89 passageiros pelo mesmo motivo. 239 condutores foram flagrados por ultrapassagem indevida e 23 por transportarem crianças sem o dispositivo de segurança (cadeirinhas).

Já em relação à alcoolemia no trânsito, nos quatro dias de operação, foram realizados 3.211 testes em condutores, constatando 33 flagrantes que resultaram em 08 prisões. 40 motoristas se recusaram a fazer o teste.  

A Operação Nossa Senhora Aparecida envolveu 09 delegacias e 22 unidades operacionais da PRF que intensificaram suas atividades durante o feriado, mais extenso em MS, devido ao ponto facultativo no último dia 10 nos órgãos estaduais e municipais e ao feriado do dia 11 de outubro, data da criação do Estado.

Um óbito

O acidente, que resultou na morte de um condutor, aconteceu na madrugada do último sábado (12), no km 320 da BR-267, em Rio Brilhante. A vítima fatal conduzia um carro de passeio, GM/Celta, placas de Dourados e foi a óbito após colidir com um caminhão, com placas de Belo Horizonte (MG) e o semirreboque com placas de Curitiba (PR). O condutor do caminhão Scania/440 teve lesões graves e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros..

Conforme a PRF, a causa provável, ainda em averiguação, é a de que o condutor do carro de passeio dormiu ao volante. 

PUBLICIDADE