PUBLICIDADE

Gerente desvia R$ 1,2 milhão de idosa e compra casa em condomínio de luxo

Campo Grande News em 19 de Setembro de 2019

Marina Pacheco/CG News

Golpistas compraram até terrenos no condomínio Dhama IV

Duas mulheres, de 40 e 59 anos, foram indiciadas por furtar mais de R$ 1,2 milhão de uma idosa de 88 anos, em Campo Grande. Na época do crime, uma das suspeitas trabalhava como gerente responsável pelas contas da vítima e a outra como funcionária de confiança da família. Com o dinheiro, elas compraram até terrenos no condomínio Dhama.

Segundo a investigação da Derf, que foi concluída na quarta-feira (18), a então gerente e a funcionária da vítima aproveitaram o estado de saúde da idosa, que sofre de Alzheimer e outras doenças, para ter acesso livre às contas dela. Conforme apurado, foram desviados cerca de R$ 1,2 milhão da vítima. Durante a apuração, ficou comprovado que a gerente retirou das contas da idosa R$ 873.300,00 para uso próprio e depositou para a funcionária pelo menos R$ 388.000,00.

Com o dinheiro desviado, a ex-gerente comprou um terreno no condomínio “Dhama III” e uma casa no “Dhama IV”, avaliados em mais de R$ 1 milhão. Já a funcionária da idosa, que conforme o delegado Fábio Brandalise, trabalhava há anos para a família, adquiriu um veículo. O resto do dinheiro ela mantinha guardado.

A pedido da polícia, a justiça decretou o bloqueio de todos os bens das duas investigadas, recuperando, assim, o valor furtado da vítima. Pedido de prisão em nome da gerente chegou a ser feito pelo delegado, mas tanto o Ministério Público, quanto o juiz, se manifestaram contra.

Por conta disso, as duas mulheres respondem em liberdade por furto qualificado, crime com pena que pode chegar a oito anos de reclusão.

PUBLICIDADE