PUBLICIDADE

Pintado há cerca de um mês, Portal de Entrada de Corumbá já foi pichado

Leonardo Cabral em 16 de Agosto de 2019

Diário Corumbaense

Portal de Entrada recém pintado, foi "adotado" pelos Hotéis Martins e já foi pichado

Uma situação lamentável. Há cerca de 30 dias pintado, o Portal de Entrada de Corumbá, que dá as boas-vindas à quem chega à região, foi pichado. O local, que representa um pouco do que o município pantaneiro tem a oferecer, com suas figuras que retratam parte da história da cidade, começou a ser revitalizado por meio do Programa Corumbela, projeto regulamentado pela Prefeitura em janeiro deste ano e que é destinado à adoção de áreas verdes e espaços públicos, por parte de empresários locais.

A área do Portal foi adotada pelo empresário Luiz Martins, proprietário de uma rede de hotéis na cidade. Ao saber da pichação, expressou um único sentimento: tristeza. Mas garantiu que não vai desistir do projeto. “Apenas iniciamos o que pretendemos fazer aqui no Portal. Já pintamos e agora sofreu essa ação de vândalos. É triste ver a cena, temos pessoas que não valorizam, porém não vamos desistir e vamos continuar”, destacou o empresário Luiz Martins ao Diário Corumbaense.

Ele ainda ressaltou que o projeto do Portal de Entrada da cidade está apenas no início. “Há a intenção de fazer com que os motoristas possam chagar aqui e fazer a entrada por dentro do Portal, que ainda ganhará palmeiras imperais, iluminação, enfim, um projeto que nós empresários temos que aderir e ajudar a embelezar ainda mais Corumbá. O poder público, com apoio de empresários, tenta revitalizar a cidade, mas infelizmente existem pessoas que não conseguem ver por esse lado e somam negativamente”, falou Luisão, como é conhecido, enfatizando que foi ele quem deu início àquela obra, na gestão do então prefeito Eder Brambilla, na década de 2000, período em que o município não tinha recursos para executar a obra e, então, ele deu o "pontapé".

Diário Corumbaense

Revitalização do Portal de Entrada prevê várias intervenções

“O Portal faz parte do meu trabalho em Corumbá e o hotel tem que dar uma contrapartida à população e criar mais um produto turístico. E diante disso, a população tem que ajudar a zelar pelos bens que temos. Ali não é nosso, é de todos. Vamos continuar sim, investindo, pois isso é o reconhecimento da minha família com uma cidade que tão bem nos acolheu”, afirmou Luiz Martins garantindo que vai mandar pintar novamente a parte pichada e continuará com o projeto, orçado em torno de R$ 20 mil. O prazo de vigência da parceria entre o empresário e o Município, é de 24 meses, podendo ser prorrogado. Neste período, e responsabilidade da empresa a recuperação, manutenção e conservação do Portal. 

Em nota, a Prefeitura de Corumbá disse "lamentar o comportamento de algumas pessoas que não prezam pelo patrimônio público do município. Buscando conservar esse patrimônio, a Prefeitura criou o Programa Corumbela, que estabelece parceria com iniciativa privada e vem ajudando a cuidar daquilo que é de todo o povo da cidade". O Município afirmou "confiar na Justiça para a identificação desses vândalos e consequente punição".

Luiz Martins e o empresário, Hélio Fernando Brandão da Silva, foram os primeiros a aderirem ao Programa Corumbela. Hélio, que representa a empresa Preserv Construções e Montagens, que está há 20 anos na cidade, ficou responsável pela revitalização ao Monumento do Sol, localizado na rodovia Ramão Gomes, principal acesso terrestre para a Bolívia.

Programa Corumbela

Corumbá passou a contar desde janeiro deste ano, com o programa “Corumbela”, que tem por finalidade a adoção, por parte do setor privado e organismo de outros níveis do governo, de praças, áreas verdes e espaços municipais de esporte, educação, cultura, lazer e turismo do Município. O principal objetivo é promover a integração de esforços e recursos do setor público e do setor privado na busca do desenvolvimento municipal e melhoria da qualidade de vida da comunidade de Corumbá.  O programa foi regulamentado pelo prefeito Marcelo Iunes e publicado no Diário Oficial do Município, por meio do decreto nº 2091 que regulamentou a lei nº 1988, de 26 de outubro de 2007. 

Segundo o decreto, ainda estão inclusos "bens destinados à prática esportiva, de lazer, educacional e de cultura pela comunidade, os abrigos para pontos de ônibus, os centros comunitários, bem como quaisquer outros logradouros públicos ou próprios municipais de uso comum da população, com fins de promover a integração de esfor­ços e recursos do setor público e do setor privado, na busca do desenvolvimento municipal e melhoria da qualidade de vida da comunidade de Corumbá".

O Programa Corumbela estabelece que a entidade ou pessoa jurídica adotante, como compensação à adoção, ficará autorizada, após a assinatura do convênio, a afixar, às suas expensas, na praça e próprios municipais de esporte, educação, cultura e de lazer adotados, um ou mais engenhos de propaganda e publicidade para sua divulgação institucional, realçando a colaboração prestada alusiva ao processo de colaboração com o Poder Executivo Municipal.

O programa pode ser acionado por proposta de iniciativa da Prefeitura Municipal, do setor privado e de organismos de outros níveis de governo. Cabe à Fundação do Meio Ambiente do Pantanal e a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos o apoio técnico, o acompanhamento e a verificação do cumprimento do objeto da parceria. 
Comentários:

Helmut Martines da Silva: Muito lamentável essa situação. Infelizmente jovens " mal educados" e sem noção, fazem esse tipo de vandalismo... No local há uma câmera de monitoramento... Talvez consigam identificar esses indivíduos, e assim se fazer cumprir a lei...

PUBLICIDADE