PUBLICIDADE

PMA aplica R$ 21,3 mil em multa e autua quatro por infrações ambientais

Leonardo Cabral em 24 de Junho de 2019

Divulgação/PMA

Flagrante de crime ambiental aconteceu em Corumbá

A Polícia Militar Ambiental aplicou R$ 21.300,00 de multa durante os cinco dias de Operação Corpus Christi em Mato Grosso do Sul, que se encerrou às 08h desta segunda-feira, 24 de junho. O montante é inferior a operação passada, quando se chegou a R$ 29.500,00.

De acordo com a PMA, a operação foi tranquila. Quatro pessoas foram autuadas por infrações ambientais. Das quatro autuações, três foram por crimes contra a flora, sendo uma por desmatamento e duas por exploração ilegal de madeira, ocorrido em Corumbá, quando um homem de 52 anos foi flagrado cometendo crime ambiental. O caso aconteceu na manhã de sexta-feira, 21 de junho, no bairro Cravo Vermelho, parte alta da cidade, após denúncia anônima.

Já em relação à pesca, somente um foi autuado por pesca irregular, quando pescava sem licença. Os policiais apreenderam 25 kg de pescado, sendo que cerca de 20 kg foram soltos por estarem vivos em petrechos ilegais e, somente 5 kg estavam mortos.

Divulgação/PMA

Operação foi considerada tranquila pela PMA

Na operação foram apreendidos ainda um barco e um motor de popa. A PMA verificou pouca quantidade de pescadores nos rios do Estado, especialmente na região Sul, provavelmente devido ao clima um pouco mais frio ocorrido no feriado prolongado.

Tecnologia a serviço da fiscalização  

O uso de drones no monitoramento das áreas de rios onde estavam os cardumes demonstrou-se extremamente eficiente na fiscalização durante a operação, tendo em vista que essa tecnologia tem sido fundamental na prevenção e até na repressão à pesca predatória e a outros crimes no Estado.

O uso das imagens dos drones, em alguns casos, permitirá a identificação dos infratores, mesmo que fujam, por características físicas pessoais e das embarcações utilizadas. Dessa forma, serão identificados e responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. As multas varriam de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

PUBLICIDADE