PUBLICIDADE

PM detém acusado de provocar incêndio em casa durante furto

Leonardo Cabral em 04 de Junho de 2019

Divulgação

Rapaz confessou a autoria do furto que resultou em incêndio

Indivíduo de 23 anos foi preso pela Patrulha Comunitária da Polícia Militar de Corumbá, na parte alta da cidade. Ele é acusado de atear fogo em uma residência, localizada na rua João B. Mota, esquina com a Major Gama, no bairro Guatós, por volta das 01h desta terça-feira, 04 de maio.

De acordo com o boletim de ocorrência 2168/2019, o suspeito foi até a sede de grupo de recuperação de dependentes químicos e como não é atendido pela instituição, entrou sem autorização e se negou a sair. A coordenação do projeto acabou acionando a Polícia Militar.

A moradora da casa incendiada também foi avisada por vizinhos e foi até o local e viu que ele vestia roupas de seu filho. Camiseta, tênis e boné foram reconhecidos. O acusado, então, disse que entrou na residência para furtar e deixou cair uma “bituca” de cigarro, que ocasionou o incêndio e fugiu logo em seguida.

Sobre os pertences levados do imóvel, ele revelou que estavam escondidos em uma casa com aparência de abandono localizada no morro de Porto Esperança, região do Loteamento Pantanal, onde a equipe da PM encontrou uma televisão e várias peças de roupas que foram levadas da casa incendiada. O homem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil.     

Divulgação

Casa, após combate ao fogo, teve estrutura abalada

O incêndio

O fogo atingiu dois quartos e a sala, queimando cama, guarda-roupas e sofá. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e precisou utilizar 1.200 litros de água durante a operação. Ninguém ficou ferido.

Um rapaz afirmou aos militares que a mãe dele se mudou, deixou alguns móveis e que ele cuidava do imóvel nos fins de semana e alertou que o incêndio seria criminoso, pois uma janela da casa foi arrombada.

PUBLICIDADE