PUBLICIDADE

Operação Ágata tem início em Corumbá e segurança na fronteira é redobrada

Leonardo Cabral em 27 de Maio de 2019

Divulgação/ Marinha do Brasil

Operação é coordenada pelo 6° Distrito Naval

Começou nesta segunda-feira, 27 de maio, a Operação Ágata VIII, na região da fronteira oeste de Mato Grosso do Sul. A ação é uma inciativa do Ministério da Defesa, sob coordenação do Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), em conjunto com o Comando Militar do Oeste (CMO) e apoio dos órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF): Força Nacional de Segurança, Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública – MS, Polícia Militar e Polícia Militar Ambiental.

A operação visa intensificar a presença do Estado nas regiões da faixa de fronteira e fortalecer a prevenção, o controle, a fiscalização e a repressão aos delitos transfronteiriços, tais como o tráfico de pessoas, drogas, armas e munições, bem como crimes ambientais.

A Ágata é de responsabilidade do Ministério da Defesa, sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). Todas as atividades são desempenhadas por militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além da participação de profissionais de agências governamentais.

Desde 2017, a operação inaugurou uma nova formatação de atuação. Nas edições anteriores, a operação era desencadeada a nível nacional e simultaneamente em todas as fronteiras brasileiras. Hoje, segundo o Ministério da Defesa, as operações são pontuais, sem datas previstas para ocorrer e sem prazo determinado.

Em 2019

A primeira edição da Ágata em Corumbá, em 2019, aconteceu em fevereiro quando foram apreendidos 14 quilos de cocaína e 55 mil dólares, referente ao crime de evasão de divisas na região da fronteira entre Corumbá e a Bolívia. Com informações da assessoria de comunicação da Marinha. 

PUBLICIDADE