Vendedor de picolés é acusado de abusar sexualmente de criança de dois anos

Ricardo Albertoni em 13 de Outubro de 2018

Homem de 25 anos, acusado de estupro de vulnerável, foi preso na tarde deste sábado (13) por equipe da Patrulha Comunitária da Polícia Militar após ter sido detido por populares em um cruzamento do bairro Nova Corumbá, momentos após de ter abusado sexualmente de uma criança, um menino de 2 anos, em frente a uma residência, na parte alta da cidade.

O Diário Corumbaense apurou que o acusado vendia picolés e parou em frente à casa da vítima para fazer uma venda. A mãe da criança entrou na residência para pegar dinheiro e, neste momento, o homem teria aproveitado que estava sozinho com a criança para cometer o abuso. Na hora que a mulher saiu da casa, viu que o vendedor "recolhia" o órgão genital para dentro da calça. A criança, então, apontou para o pênis do criminoso e para sua boca, indicando o que teria acontecido.

Desconfiada, antes de gritar por socorro, a mãe abriu a boca da criança e sentiu odor de urina. O acusado fugiu, mas a Polícia Militar foi acionada e iniciou buscas. Pouco tempo depois, pelo 190, populares informaram a localização do acusado, já sem o carrinho de picolés, no cruzamento das ruas Cyríaco de Toledo e Paraíba, no bairro Nova Corumbá. Revoltadas, algumas pessoas tentaram linchá-lo e o homem foi encontrado pelos policiais com lesões no braço direito, testa e boca. Ele negou a acusação, mas foi levado para a Delegacia de Polícia Civil.

A mãe levou o menino para o pronto-socorro para atendimento médico e depois foi ao Distrito Policial registrar a ocorrência. 

PUBLICIDADE