SIG prende fornecedor de droga para facção criminosa de Goiás

Rosana Nunes em 14 de Setembro de 2018

Divulgação/Polícia Civil

Segundo a Polícia, Wagner Ortiz tem ligação com indivíduos de facção presos em Goiás

Wagner Marcos Ortiz, de 36 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (14), por tráfico de drogas. Equipe do SIG (Setor de Investigação Geral) da Delegacia Regional de Corumbá recebeu denúncias pelo WhatsApp de que a casa dele, no bairro Guatós, parte alta de Corumbá, era frequentada por uma associação criminosa de brasileiros e bolivianos.

Os policiais apuraram que o grupo tinha ligação com indivíduos de facção presos em Goiás, que encomendariam entorpecentes na Bolívia e as chamadas "mulas" levariam a droga até o destino determinado pela facção.  

Nesta manhã, após observar intensa movimentação no local, a equipe fez entrada tática no imóvel e encontrou um tablete de pasta base de cocaína pesando aproximadamente 972 gramas escondido sobre o guarda-roupas de Wagner. De acordo com o delegado Rodrigo Blonkowski, ele admitiu a propriedade do entorpecente e disse que comprou de um boliviano pelo valor de R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais). O entorpecente seria levado para Goiás por uma mulher desconhecida e lá, comercializado por R$ 12.000,00 (doze mil reais), dinheiro que seria destinado à facção criminosa. Wagner e a droga apreendida foram levados para o 1º Distrito Policial.

Para denúncias, o WhatsApp do SIG é o (67) 99272-6380.

PUBLICIDADE