"Pacto político" não vingou e Corumbá terá novamente pulverização de votos

Rosana Nunes em 02 de Agosto de 2018

Arte: Ricardo Albertoni

Havia a expectativa de uma redução no número de candidatos, mas não houve o "pacto político"

Às vésperas do prazo final para a realização das convenções partidárias que irão definir as candidaturas para as eleições de 07 de outubro deste ano, o quadro político em Corumbá mostra que, mais uma vez, a cidade terá disputa acirrada pelos votos dos eleitores da região.

Antes se falava em um "pacto político" que poderia resultar na eleição de dois deputados estaduais e um deputado federal. Isso porque na última eleição, em 2014, o ex-prefeito falecido Ruiter Cunha e o prefeito Marcelo Iunes, não conseguiram se eleger, ficaram na suplência de seus partidos e Corumbá ficou sem representante na Assembleia. Na Câmara Federal, o tempo é maior. São 23 anos sem um deputado federal, o último foi Elísio Curvo, eleito com 28.877 votos pelo PRN, e exerceu mandato entre 1991 e 1995. Naquele mesmo período, Corumbá elegeu dois deputados estaduais: Eder Brambilla, pelo PSDB com 8.379 votos e Armando Anache, pelo PTB, com 6.771 votos, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Ambos também foram prefeitos de Corumbá.

O "pacto político" não vingou e agora, já são pelo menos seis pré-candidatos a deputado federal, que precisam de uma quantidade expressiva de votos, e outros sete pré-candidatos a deputado estadual. Três deles vêm da Câmara de Vereadores: o presidente da Casa, Evander Vendramini (PP); Chicão Viana (Solidariedade) e Tadeu Vieira (PDT). Os outros pré-candidatos a estadual são o ex-prefeito Paulo Duarte (MDB); Jairto Saraiva Moreira (PT); Buxexa Amaral (PSC) e Jonhne Cordeiro (Podemos).

O prefeito Marcelo Iunes (PSDB) foi o primeiro a defender a pré-candidatura a deputada estadual de Beatriz Cavassa de Oliveira, viúva de Ruiter, também filiada ao partido tucano. Mas, o quadro mudou. "Bia é hoje pré-candidata a deputada federal pois com a entrada de Chicão e Evander na disputa para estadual, ficou mais difícil. Além disso, o PSDB deve coligar com grandes partidos e a busca pelos votos aumenta consideravelmente. Pensando na possibilidade da eleição de pelo menos um representante, é que a Bia e eu, com o aval do governador Reinaldo (pré-candidato à reeleição) decidimos que o melhor é partir para a disputa por uma vaga na Câmara Federal", afirmou Iunes ao Diário Corumbaense. O prefeito ainda confirmou que Evander terá o seu apoio. "Tem sim e vou conversar com os amigos e familiares para ampliarmos esse apoio", disse ao calcular a necessidade de cerca de 18 mil votos para conseguir uma vaga na Assembleia.

Na disputa para a Câmara Federal também estão o vereador Carlos Alberto Machado (PT); o ex-prefeito Eder Brambilla (MDB); o professor Eduardo Ferrufino (Novo); Humberto Orro (PSL) e professora Rosinha (PSOL).

O prazo final para a realização das convenções termina no dia 05, domingo, e até dez dias depois, as chapas devem ser registradas no Tribunal Regional Eleitoral. A partir da homologação é que se confirmam as candidaturas. MDB e PSDB, que têm as maiores bancadas na Assembleia Legislativa, realizam convenção neste sábado, em Campo Grande.

Comentários:

Ivan Luiz Mendonça de Barros : Bom dia, se o eleitor Corumbaense aprendeu certo sobre tudo que está acontecendo com a política no Brasil, com certeza teremos representatividade em Brasília, temos só um candidato que atende as nossas necessidades. Ficha limpa, íntegro, sem coligações partidária pois o compromisso é com o povo e de partido que não usará o fundo eleitoral (que é nosso dinheiro), pesquise!

Helmut Martines da Silva: O TERMO "PACTO", FICA ESTRANHO NO PROCESSO POLÍTICO ELEITORAL, POIS NEM SEMPRE O INTERESSE É *COMUM*. NÃO SE CONSEGUE AGRADAR A TODOS E TODAS; E MUITO MENOS O "POVO". COMO PROFESSOR E FORMADOR DE OPINIÃO, QUERO AQUI EXPOR O MEU "OLHAR POLÍTICO": SOU CONTRA QUEM É ELEITO PARA REPRESENTAR SEU MUNICÍPIO, E ANTES DE CONCLUIR SEU MANDATO, INVESTE EU SUA CARREIRA POLÍTICA. SOU CONTRA A REELEIÇÃO. E COMO BOM PANTANEIRO QUE SOU, VOTAREI PARA DEPUTADOS, EM PANTANEIROS COMO EU. ESPERO QUE NESSA PRÓXIMA ELEIÇÃO, HAJA MAIS SERIEDADE E PESQUISA SOBRE OS CANDIDATOS. FAÇAM USO DA INTERNET, SE INFORMEM, DISCUTAM, E ACIMA DE TUDO, PENSE NO "FUTURO" DE SEUS FILHOS, PAIS, IRMÃOS E AMIGOS. QUE DEUS CONTINUE NOS ABENÇOANDO.

PUBLICIDADE