PUBLICIDADE

Casal é rendido na Ramão Gomes, levado para a Bolívia e tem caminhonete roubada

Leonardo Cabral em 09 de Janeiro de 2022

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

Bandido mandou que casal atravessasse a fronteira

Homem de 42 anos e a esposa, de 34 anos, passaram por momentos de muita tensão durante roubo da caminhonete Toyota Hilux, em que estavam, por volta das 09h40 de sábado (08). O caso aconteceu na Rodovia Ramão Gomes, estrada que dá acesso à Bolívia.

A vítima relatou que seguia para a Agesa para alugar um caminhão e trafegava em baixa velocidade. Após passar a Escola Municipal CAIC, logo mais à frente, onde há uma casa às margens da Ramão Gomes, em uma curva, um homem armado saiu do mato, pulou em frente ao carro, e anunciou o assalto.

O bandido mandou que o condutor abrisse a porta traseira e entrou no veículo, apontando o revólver para as costas do motorista, exigindo que o casal fosse em direção a Bolívia.

No trajeto, a vítima contou que o ladrão a todo momento falava em castelhano pelo telefone, perguntando se havia barreira policial, se referindo ao Posto de Fiscalização Esdras, do lado de Corumbá e também o Posto Fronteiriço, do lado boliviano.

Ao conseguir cruzar para o país vizinho, o ladrão mandou que o condutor fosse em direção a Puerto Suárez. Neste momento, temendo pela vida do casal, ele virou bruscamente, sentido Puerto Quijarro. O indivíduo ficou nervoso e mandou ele parar passando a entrada da feirinha.

Foi quando chegou uma moto, de placa HSO 0056, da cidade de Naviraí, com um outro homem. Os bandidos tomaram a corrente de ouro e o celular do condutor, a bolsa da mulher, contendo todos os documentos pessoais, e fugiram na caminhonete. A moto foi abandonada no local e apreendida pela Polícia Boliviana. 

O casal correu para dentro de uma loja e depois de ouvido por policiais, voltou para Corumbá e o caso foi registrado como "roubo majorado se a violência ou ameaça é exercida com emprego de arma de fogo", na 1ª Delegacia de Polícia Civil. O Diário Corumbaense teve acesso ao boletim de ocorrência. 

PUBLICIDADE