PUBLICIDADE

Ex-secretário de Saúde é o segundo vereador morto a tiros na fronteira com o Paraguai

Campo Grande News em 30 de Dezembro de 2021

Reprodução

Hugo Gonçalves (à esquerda) foi morto ontem e Farid Afif foi executado no mês de outubro

Dois vereadores foram executados na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai nos últimos dois meses. Os crimes são a luz do dia e exibem a violência que faz da faixa entre os dos países um território sem lei e regado a sangue.

Na tarde de ontem (dia 29), a vítima foi Hugo Leonardo da Silva Gonçalves (MDB), 38 anos, vereador de Paranhos. Ele também foi secretário de Saúde do município, que fica a 462 km de Campo Grande e na fronteira com o Paraguai.

O corpo foi encontrado em lavoura, ao lado de estrada vicinal, que dá acesso a Paranhos e a sua vizinha paraguaia Ypejhú. O carro do vereador estava crivado de balas e tombado.

No dia 08 de outubro, a execução foi em Ponta Porã, a 313 km da Capital e na fronteira com Pedro Juan Caballero. O vereador Farid Afif (DEM), 37 anos, foi morto quando andava de bicicleta pela cidade.

A ação do pistoleiro levou 10 segundos. Ele estava numa motocicleta e de capacete, se aproximou, disparou e saiu em fuga. Ninguém foi preso pelo crime.

PUBLICIDADE