PUBLICIDADE

Preso por homicídio, homem diz que matou para vingar morte do irmão

Leonardo Cabral em 22 de Novembro de 2021

Diário Corumbaense

Acusado foi preso no primeiro dia de trabalho em empresa; no detalhe, arma apreendida na casa dele

A Polícia Civil prendeu na manhã desta segunda-feira (22), J.R.P.S, de 25 anos, suspeito dos disparos que mataram Luciano Jorge Rondon Fernandes, de 25 anos, em outubro deste ano.

De acordo com as informações da Polícia, ele foi preso por equipes do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Corumbá e Ladário. Era o primeiro dia de trabalho dele em empresa terceirizada que presta serviços a uma mineradora. Na casa do suspeito, na Alameda Xingu, uma arma de fogo, marca Smith & Wesson, calibre aparentemente 45 e duas munições intactas, foram encontradas em cima de um guarda-roupa.

Familiares informaram onde o acusado estava e a equipe policial se deslocou até a empresa, cumprindo o mandado de prisão. Na casa, a esposa do suspeito, disse que não sabia da existência da arma de fogo. Além do cumprimento de mandado de prisão pela morte de Luciano Jorge, o homem também foi autuado por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Questionado, J.R.P.S disse aos policiais que cometeu o crime por vingança, pois Luciano teria sido autor do assassinato de seu irmão.

Relembre o caso

Luciano Jorge Rondon Fernandes, foi morto no dia, 22 de outubro, após ser baleado no bairro Dom Bosco, em Corumbá. A vítima estava na rua, juntamente com seu pai, quando foi atingida por disparo de arma de fogo.

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Vítima após ser baleada, pediu ajuda dentro de escola, mas não resistiu e morreu

Logo depois de ter sido alvejado, ele entrou na escola estadual Dom Bosco, pedindo socorro, indo em direção a quadra de esporte. Conforme as investigações, mesmo ferido, chegou a dizer que quem havia atirado nele foi um indivíduo conhecido como "Choquinho".

Na época, a Secretaria Estadual de Educação (SED), informou ao Diário Corumbaense que o fato “aconteceu no momento da abertura dos portões do encerramento das atividades da unidade de ensino. O rapaz foi baleado, entrou no ambiente da escola para pedir socorro, já agonizando, mas acabou não resistindo aos ferimentos”.

Ainda conforme a SED, o gestor da escola acionou o socorro, comparecendo a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou que Luciano teve parada cardíaca. Ainda foram feitos os procedimentos de reanimação, mas a vítima não reagiu.

Desde então, a Polícia iniciou a investigação que culminou na prisão do suspeito nesta segunda-feira.

PUBLICIDADE