PUBLICIDADE

Operação da PF investiga suposta compra de votos nas eleições de 2020 em Corumbá

Leonardo Cabral em 19 de Outubro de 2021

Diário Corumbaense

Operação corre em sigilo; PF apenas informou cumprimento de sete mandados de busca e apreensão

Sete mandados judiciais de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal de Corumbá, que deflagrou a Operação Mercês, nesta terça-feira, 19 de outubro. Segundo a PF, a ação investiga possível associação criminosa voltada à compra de votos nas Eleições Municipais de 2020.

Conforme informou a Polícia Federal, servidores públicos municipais e membros do poder Legislativo Municipal, teriam praticado crimes eleitorais e contra a Administração Pública durante as eleições daquele ano.

Mercês

O termo “mercês”  vem do latim e sintetiza o modo de funcionamento da prática eleitoreira clientelismo, observada na investigação.

Por meio da troca de favores, ou troca de mercês, os investigados teriam utilizado a máquina pública para angariarem apoio político para suas próprias candidaturas ou de terceiros.

A Polícia Federal informou ao Diário Corumbaense que a operação corre em segredo de Justiça, em cumprimento a ordem judicial e não revelou quem são os alvos da investigação. 

A reportagem apurou que além de mídias de computador, foram apreendidas duas armas de fogo e munições. Uma pessoa foi levada para a PF, onde assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência com base no artigo 28 da lei de drogas, e foi liberada.

(matéria editada para atualização de informação)

PUBLICIDADE