PUBLICIDADE

Em "festinha", um é preso vendendo papelotes de cocaína para participantes

Leonardo Cabral em 21 de Junho de 2021

Em uma festa clandestina, que acontecia em um imóvel, localizado próximo a rua Tamandaré esquina com a Saldanha da Gama, região central de Ladário, indivíduo de 19 anos, foi preso com 22 trouxinhas de cocaína, que vendia no “evento”. Além dele, o proprietário da casa, de 18 anos, também foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, por infração de medidas sanitárias preventivas. O caso aconteceu no último sábado (19).

Equipes da Polícia Militar e de Agentes Sanitários da Prefeitura, realizavam rondas em fiscalização ao toque de recolher e ao cumprimento de medida sanitária contra o novo coronavírus, quando viram que na casa havia uma festa, com aglomeração de pessoas. Foi realizada a abordagem aos participantes e o indivíduo de 18 anos, se apresentou como responsável pelo imóvel.

Ele falou que todos estavam reunidos em uma “festinha” de amigos. A Fiscalização encerrou o evento e notificação todos os que participavam. Equipe do Conselho Tutelar foi acionada, pois menores de idade também estavam no local e os maiores foram revistados e tiveram os dados checados no sistema policial. 

Ao revistarem o rapaz de 19 anos, a equipe policial encontrou 22 papelotes de cocaína e a quantia de R$ 9,50 em sua carteira. Questionado, ele disse que estava vendendo a droga na festa e que conseguiu o entorpecente com um individuo no bairro Boa Esperança, próximo ao trilho, porém não informou o nome. 

Seguindo com a revista, os PMs, encontraram no interior da residência, debaixo do colchão, um simulacro de arma de fogo. O responsável pela casa informou que pertencia ao seu irmão e que ele estava fora da cidade. O simulacro foi apreendido, com mais três garrafas de Vodka e uma garrafa de Wisky, bem como um balde azul.

O indivíduo responsável pela casa foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, por infração de medida sanitária preventiva e porte de simulacro. Já o rapaz flagrado com o entorpecente, foi preso por tráfico de drogas.

PUBLICIDADE