PUBLICIDADE

Homem que exibia arma de fogo na rua é morto em troca de tiros com a Polícia Militar

Leonardo Cabral em 24 de Maio de 2021

Reprodução/Rede Social

"Carneiro", morto em troca de tiros com a PM, exibindo arma em rede social

Camilo de Jesus Moura, de 22 anos, conhecido como “Carneiro”, foi morto após troca de tiros com a Polícia Militar, no final da tarde desta segunda-feira, 24 de maio. Foi na rua José Maciel de Barros, no Loteamento Pantanal, parte alta de Corumbá, conforme o boletim de ocorrência 1779/2021, o qual o Diário Corumbaense teve acesso.

Segundo o registro policial, no imóvel onde Camilo estava, foi apreendida uma motocicleta, de cor azul e banco marrom, placa NRX 9881, pertencente ao mesmo e que pelas características se enquadram nas denúncias recebidas sobre este veículo usado em diversas ações de roubo.

Camilo, conforme populares, estava na rua do bairro, exibindo arma de fogo e por isso, guarnição da Patrulha Comunitária foi acionada. No momento da chegada da guarnição, já com apoio de outra viatura, os policiais militares viram o suspeito, que surpreendido com a arma na mão, fugiu para a residência de uma mulher, onde morava há pouco tempo.

Neste momento, com os policiais dando ordem de parada, "Carneiro" fez um disparo contra a equipe policial. Ao pular o muro do imóvel, para tentar fugir, atirou de novo, sendo de imediato revidado pelos policiais.  Camilo deu um terceiro tiro contra os PMs, mas caiu no chão, perdendo a consciência. 

Uma equipe do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada, mas devido a distância, os próprios policiais levaram o homem baleado para o pronto-socorro, ainda com sinais vitais. Ele apresentava ferimentos na região do tórax e coxa e ao dar entrada no PS, a equipe médica constatou que Camilo estava morto. 

Foto enviada ao Diário Corumbaense

PM no local onde ocorreu a troca de tiros

Os policiais foram novamente ao imóvel onde o homem vivia e encontraram em um balcão de cozinha um tablete envolvido com fita crepe de cor marrom, com maconha. A droga, pesando um quilo, foi apreendida, juntamente com a arma usada por Camilo, uma pistola, e a motocicleta. A proprietária da residência também foi para o Distrito Policial.

O caso foi registrado como "homicídio decorrente de oposição a intervenção policial; homicídio simples na forma tentada; porte de arma e tráfico de drogas.

"Carneiro" tinha mandado de prisão em aberto e era de alta periculosidade, informa o registro policial. 

PUBLICIDADE