PUBLICIDADE

Justiça concede liberdade provisória a mulher que matou o marido com golpe de faca

Leonardo Cabral em 17 de Fevereiro de 2021

Mulher que matou o marido, Javier Arce Ricaldes, de 52 anos, com um único golpe de faca no peito, é de nacionalidade boliviana e tem 49 anos. O crime aconteceu na madrugada da última segunda-feira (15), no bairro Popular Velha, em Corumbá.

Presa em flagrante, a autora foi colocada em liberdade pela Justiça. Ao Diário Corumbaense, o delegado Jhonny Garcia Trindade Monteiro, não deu detalhes do depoimento dela, mas confirmou que ela alegou que era vítima de violência doméstica sempre que o marido bebia.

“O que posso adiantar é que não foi possível aplicar o instituto da Legítima Defesa de imediato, pois entendemos que o caso precisa ser melhor esclarecido. Por isso foi lavrado o auto de prisão em flagrante (APF). Mas, a juíza plantonista concedeu liberdade provisória à ela”, disse o delegado informando ainda que o caso vai ser encaminhado ao Cartório de Homicídios para continuidade das investigações.

Conforme apurou a reportagem, o casal de bolivianos vivia há pouco tempo no bairro Popular Velha. 

O caso

Javier Arce Ricaldes, de 52 anos, foi morto com golpe de faca na rua Theodomiro Serra, na madrugada de segunda-feira (15), por volta da 01h. A esposa dele contou à equipe da Força Tática da Polícia Militar que o marido a agredia desde 20h de domingo (14). Ainda mencionou que ele a enforcou várias vezes e quando tentava fugir, o homem a colocava para dentro do imóvel. Na última agressão, ela alegou que, para se defender, pegou uma faca e deu um único golpe no peito do marido.

Os dois caíram juntos para o lado de fora da residência. A mulher, então, pediu ajuda a uma irmã, que ao chegar na casa, acionou o socorro. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi ao local e a equipe médica constatou o óbito. O local foi preservado para os levantamentos da Perícia e da Polícia Civil. A autora apresentava hematomas pelo corpo e reclamava de dores devido às agressões sofridas. 

PUBLICIDADE