PUBLICIDADE

PMA reforça fiscalização e apreende espinheis e anzóis de galho

Leonardo Cabral em 16 de Fevereiro de 2021

Divulgação/ PMA

Fiscalização segue reforçada no rio Paraguai

A Polícia Militar Ambiental apreendeu na segunda-feira (15) e nesta terça (16), apreendeu cinco cordas de espinheis cada uma e mais 19 anzóis de galho que estavam armados nos cursos d’água. A fiscalização aconteceu no rio Paraguai, na região da foz do rio Apa, na fronteira com o Paraguai, onde há incidência de pesca predatória praticada principalmente por paraguaios.

Ao todo, sete embarcações de turismo pesqueiro e pequenas embarcações com turistas, e um total de 25 pescadores, foram abordados. Todos pescavam regularmente, conforme a PMA. 

Ainda segundo a corporação, a grande quantidade de pessoas e embarcações fiscalizadas demonstra que os pescadores, em sua maioria, estão respeitando a legislação, especialmente, os que pescam em embarcações de turismo, devido a orientação que recebem dos empresários proprietários das grandes lanchas.

De qualquer forma, fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, principalmente para a retirada de petrechos ilegais, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, como esses retirados do rio pelos policiais.

Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto. Na área fiscalizada, a maioria dos petrechos é colocada por pescadores paraguaios, mas também por brasileiros, em virtude principalmente da possibilidade de fuga no território do país vizinho.

Em Mato Grosso do Sul, está liberado o pesque e solte. A Piracema, iniciada em 05 de novembro, vai até 28 de fevereiro para a reprodução das espécies. A temporada de pesca reinicia em 1º de março.  

PUBLICIDADE