PUBLICIDADE

Homem que ganhou tablet após perder a voz para o câncer tem aparelho roubado

Leonardo Cabral em 13 de Outubro de 2020

Roberto Carlos Marques de Mello, de 55 anos, teve um tablet roubado por volta das 23h30, de segunda-feira (12), ao ficar com uma arma de fogo apontada para o seu ouvido. Os ladrões são dois homens, que estavam em uma moto.

Conforme Roberto, ele seguia para a sua residência, quando foi abordado pela dupla, no bairro Aeroporto. O garupa da moto chegou apontando o revólver no ouvido dele e mandando que entregasse os seus pertences. Em seguida, fugiu com o comparsa levando o aparelho eletrônico e alguns exemplares de pescado. 

O tablet

A vítima faz tratamento no Centro de Oncologia e ganhou o tablet para ajudar no tratamento, pois devido ao câncer, perdeu a voz. O Diário Corumbaense já havia contado a história de Roberto e também acompanhou o momento da entrega do tablet, em março de 2019, ferramenta que vinha ajudando-o no tratamento.

Roberto fez laringectomia total e isso implicou na perda da voz fisiológica e em traqueostomia definitiva, ou seja, foi realizada a abertura de um orifício artificial na traqueia, abaixo da laringe, servindo como seu canal de respiração e devido a isso, o tablet o auxiliava na comunicação.

O tablet foi doado a Roberto por Cynthia Lanzetti, que na época fazia curso de enfermagem e atuava como voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A jovem lançou nas redes sociais junto a amigos uma “vaquinha solidária”, para arrecadar e arcar com os custos do aparelho, que também necessitava de um chip, internet e uma caixa de som que servia para emitir a voz do aplicativo nas palavras que Roberto escrevia no aparelho, pois desde que perdeu a voz, seus únicos companheiros para se comunicar eram blocos de papel e uma caneta.

PUBLICIDADE