PUBLICIDADE

Polícia Civil prende acusados de integrar quadrilha que furtava tijolos

Leonardo Cabral em 27 de Maio de 2020

Divulgação/ PC Ladário

Quadrilha estava descarregando os tijolos furtados no momento em que foram presos

A Polícia Civil de Ladário, em ação conjunta com a Polícia Penal, prendeu quatro funcionários de uma indústria que fabrica tijolos, com idades de 45, 38, 40 e 24 anos, acusados de pertencer a uma quadrilha que estava realizando furtos de materiais de construção. O flagrante aconteceu na tarde de terça-feira, 26 de maio, no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Corumbá, onde também um sexto indivíduo, de 41 anos, apontando como receptador, foi detido.

Denúncia anônima levou os investigadores até o local onde os indivíduos foram presos. A Polícia Civil informou que, depois da denúncia, constatou a movimentação suspeita, pois a mercadoria (tijolos) tinha acabado de ser descarregada em uma residência.

Foi então realizada a abordagem aos quatro funcionários da indústria que fabrica tijolos de oito furos e que, naquele momento, deveriam transportar 5.000 tijolos para uma empresa de materiais de construção. Porém, ficou constatado que desse total, os funcionários furtaram 850 tijolos e os venderam por R$ 400,00. Da venda, cada um deles faturou a quantia de 100 reais.

O dono da empresa foi chamado e confirmou que os quatro indivíduos eram seus funcionários. O homem ainda apresentou a nota fiscal e disse que o destino final dos 5.000 tijolos deveria ser uma empresa de materiais de construção, localizada no próprio bairro.

Os policiais também identificaram o comprador dos tijolos que foram desviados, que confirmou ter comprado os 850 tijolos pela quantia de R$ 400,00 e que agiu dessa maneira alegando “ser mais barato”.

Divulgação / PC Ladário

Polícia Civil deve seguir investigando o caso

Os funcionários foram presos em flagrante e irão responder pelo crime de furto qualificado pelo concurso de agentes e abuso de confiança, com pena de dois a oito anos de reclusão. Já o comprador dos tijolos, que também foi preso em flagrante responderá pelo crime de receptação, com pena de um a quatro anos de reclusão.

O delegado titular do Distrito Policial de Ladário, Luca Venditto Basso, informou ao Diário Corumbaense, que a quadrilha poderia estar agindo há mais tempo na região e que há a suspeita de que existam mais receptadores. “A investigação deve seguir, para apurar mais detalhes do crime”, ressaltou.  

Boletim de ocorrência n° 337/2020 foi registrado como receptação, furto qualificado com abuso de confiança, ou mediante fraude ou escalada e destreza e furto qualificado mediante concurso de pessoas. 

População pode denunciar

Já está implementado o sistema de disque denúncia da Delegacia de Ladário. A população pode denunciar via aplicativo Whatsapp qualquer prática delituosa pelo número (67) 99668-1679. O sigilo da identidade e número telefônico são mantidos. 

PUBLICIDADE