PUBLICIDADE

MS monitora cinco pacientes com suspeita de coronavírus

Portal de Notícias de MS em 27 de Fevereiro de 2020

A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES-MS) informa que registrou sete notificações de casos suspeitos do novo coronavírus (COVID-19) em Mato Grosso do Sul, uma em Ponta Porã e seis em Campo Grande. No primeiro exame realizado pelo Lacen no material coletado, em dois pacientes da Capital, foi constatado que estavam com a influenza A, e com isso deixaram de ser considerados casos suspeitos de coronavírus.

Os casos foram considerados suspeitos de acordo com a classificação do Ministério da Saúde. Nesta quinta-feira (27) saiu o resultado do exame feito pelo Lacen de paciente de 24 anos, com possível caso suspeito para o novo coronavírus em Ponta Porã. Os exames deram negativo para oito tipos de vírus respiratórios pesquisados pelo Lacen, entre eles influenza. No Brasil, apenas quatro laboratórios estão habilitados para realizar exames para detectar o COVID-19, entre eles o Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo, para onde o material coletado dos cinco pacientes de Mato Grosso do Sul foram encaminhados. O resultado deve sair na próxima semana.

Desde janeiro, a SES tem tomado diversas medidas de prevenção e monitoramento do novo coronavírus. Foi criado o Centro de Operações de Emergência (COE/MS), com o objetivo de auxiliar na definição de diretrizes estaduais para vigilância, prevenção e controle, bem como o acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado.

Também foi elaborada nota técnica sobre as ações a serem adotadas em caso de surgimento de pessoas com os sintomas da doença e de como proceder com a coleta de amostras para exames. A nota já foi enviada aos profissionais de saúde dos 79 municípios e também a todos os serviços de saúde públicos e privados.

A SES realizou ainda reuniões nos municípios de Corumbá e Ponta Porã para prestar cooperação técnica na construção do fluxo de vigilância e atendimento de possíveis casos suspeitos na região de fronteira.

PUBLICIDADE