PUBLICIDADE

Empresa de transporte público denuncia ação de vândalos

Leonardo Cabral em 12 de Dezembro de 2019

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

Gerente da empresa disse que ação de vândalos ocorre com frequência, principalmente na parte alta

Fiscal da empresa Viação Cidade Corumbá, responsável pelo transporte coletivo na cidade, procurou a Polícia Civil para denunciar caso de vandalismo.

Indivíduos desconhecidos arremessaram pedras contra o vidro de janelas de um ônibus que fazia a linha Guatós, parte alta da cidade, por volta das 14h10, da última segunda-feira, 09 de dezembro. Uma passageira foi atingida e sofreu ferimento leve. O caso foi registrado no Distrito Policial, por meio do boletim de ocorrência 6671/2019.

O gerente da empresa, Youssef Yunes, relatou ao Diário Corumbaense que a ação de vândalos é constante, quase diário.

Divulgação

Vidros foram quebrados após indivíduos arremessarem pedras contra o ônibus

“Não se trata apenas da questão da depredação. O cidadão que está no ônibus se sente ameaçado pelos que estão ali quebrando os coletivos. A reparação do dano causado, bem como o prejuízo do ônibus parado, a compra desnecessária da peça, deveria ser do autor do crime. Muitos passageiros são prejudicados pelo dano, é um caso de Polícia”, destacou o gerente da empresa.

Ele ainda ressaltou que a quebra de vidros por vandalismo tem maior incidência no Carnaval. “Um vidro custa em torno de R$ 597,00 a unidade. Como a passagem custa R$ 3,70, em tese precisaríamos de cerca de 1.800 passageiros pagantes para cobrir o dano praticado porque ainda estão incluídos no preço da passagem a manutenção dos carros, remuneração paga aos funcionários, impostos. Contando tudo isso chegamos a esse cálculo, por isso é preciso agir para evitar o vandalismo”, afirmou alertando que esses casos são registrados com mais frequência nos ônibus que fazem a linha dos bairros da parte alta da cidade.

PUBLICIDADE